Contato: joaoregotk@hotmail.com -----68 99987-8418

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

PSB aponta único caminho para a vitória


O deputado Manoel Moraes , uma das figuras mais expressivas da cúpula do PSB, disse ontem à coluna só ver um caminho para que o prefeito Marcus Alexandre possa ganhar a eleição do senador Gladson Cameli (PP): “se colocar como o seu vice o deputado federal César Messias (PSB) devido a sua popularidade”. Não tenho nada contra o secretário de Segurança, Emylson Farias (PDT), nem contra o deputado federal Moisés Diniz (PCdoB), mas se um dos dois for escolhido como vice corre o risco do Marcus perder a eleição, alerta Moraes, que diz conhecer a popularidade de César em suas andanças pelo Acre. O anúncio do vice somente acontecerá depois do lançamento oficial da candidatura de Marcus ao governo. Até lá continua o desentendimento.

PCdoB ENDURECE O JOGO
Ontem, num discurso contundente, o deputado Jenilson Lopes (PCdoB), revelou a posição tirada no último congresso estadual do partido: “não abrimos mão de participar da chapa majoritária, com o deputado Moisés Diniz (PCdoB) como vice do Marcus Alexandre”.

REI DOS NANICOS
O presidente do PDT, Luiz Tchê, diz que a candidatura do secretário Emylson Farias (PDT) é sólida por ter 10 partidos da FPA apoiando o seu nome. Por isso o PDT fechou questão na indicação do vice. Emylson tem ainda a simpatia do governador Tião Viana, fato bem claro.

É ASSUNTO DECIDIDO
Este é o tipo de debate para encher linguiça. O nome está definido: é o do secretário Emylson Farias (PDT), indicação pessoal do governador Tião Viana, e que funcionará como uma cunha no Marcus Alexandre, caso ganhe a eleição para o governo. Emylson é da cota pessoal do Tião.

UM NOME SEM MANCHA
É coisa rara para quem está há muito tempo na política. A candidatura do Tião Bocalom (DEM) a deputado federal é boa para a ética, porque se trata de um cidadão honrado, sobre o qual não se conhece uma nódoa. Nestes tempos de Lava-Jato, Bocalom é uma luz no fim do túnel.

O CESÁRIO É UM PIADISTA
Não conhecia o lado cômico do dirigente do PT, Cesário Braga. Mas tem de melhorar o humor das suas piadas. Enquanto diz que, “Temer, não é bem vindo ao Acre”, o governo do seu partido gastará 1 milhão de reais somente para custear a visita do “golpista”. É uma figura!

A POLÍTICA COMO ELA É
Com o impeachment da Dilma, seu sucessor Temer virou o satã do PT. Tratado sempre por “golpista” e adjetivos mais pesados. Pois bem, a roda da política girou. Rio Branco se tornou uma cidade violenta e agora precisa incensar o Temer na busca de recursos para a Segurança.

DISCUTO O RESULTADO
Não entro no mérito de quanto está sendo gasto para custear as despesas com a comitiva presidencial de Temer. O que vai me interessar é quanto de recursos vai liberar de imediato para o setor de segurança pública. Se for um volume alto valerá a pena, caso contrário será um investimento no vazio. O desfecho desta história é o que mais interessa aos acreanos.

O GOLPE DO BITTAR
O candidato ao senado Márcio Bittar (PMDB) dá aula de esperteza política. Ao tirar a Procuradora Vanda Denir do PP para o SOLIDARIEDADE, deu um golpe na chapa do PP para a Câmara Federal, quase que forçando a formação do chapão, contra o que o PP é contrário.

TESE DO PADRINHO
Essa mexida na pedra endossa a tese do seu padrinho Vagner Sales, de que os aliados da oposição devem se juntar num “chapão” com o PMDB, para a disputa das oito vagas de deputado federal. E ainda vai tentar viabilizar Vanda Denir de vice na chapa ao governo.

TEM QUE VER A QUALIDADE
O deputado Manoel Moraes (PSB) negou ontem que, o seu partido terá dificuldade de formar uma chapa para disputar vagas na ALEAC. Alegou ter vinte um nomes relacionados. Não duvido da sua palavra. O problema é saber a densidade de cada um, o número importa pouco.

DEMOCRACIA PERMITE
O que vai fazer na eleição para governador o locutor da Loja Formigão, Lyra Xapuri? É a pergunta que sempre ouço. Não vejo nenhum motivo para críticas. A discussão não deve ser se ganhará ou não, mas que no regime democrático as candidaturas são livres a todos os cidadãos.

O ADVERSÁRIO DA 364
O deputado Gehlen Diniz (PP) tocou num ponto crucial para que a rodovia BR-364 continue dando tráfego no inverno, limitar a tonelagem das carretas que levam produtos para Cruzeiro do Sul. Na ganância por mais lucros, os empresários não se preocupam se a alta tonelagem dos caminhões pode danificar a estrada, advertiu. Existe balança para quê? Para ser mero enfeite?

QUEREM SÓ TRABALHAR
Os motoristas que trabalham com fretes, em Tarauacá, lotaram ontem a ALEAC para protestar contra a AGEACRE, cuja única função, na visão deles, é aplicar multas. Como se a AGEACRE tivesse para os ramais uma frota de ônibus para fazer o transporte dos produtores. Cada uma!.

A SER LEVADO A SÉRIO
O alerta de ontem da deputada Eliane Sinhasique (PMDB) não deve cair na conta do politiqueiro, por embutir uma gravidade que pode ceifar vidas. Estão faltando remédios para os transplantados, que não podem deixar de ser usados. Sabe-se que depende do governo federal. É a hora da bancada federal de fazer a cobrança ao presidente Temer na sua visita.

PC DO B APERREADO
O dirigente do PCdoB, Edvaldo Magalhães, procurou o presidente do PDT, Luiz Tchê, para mostrar que a entrada da mulher Perpétua Almeida (PCdoB) na chapa de Federal dos nanicos, ajudaria na legenda. Tchê disse que topa desde que, junto venha Moisés Diniz (PCdoB) também como candidato. A prosa acabou na hora e mudou de rumo.

CONDICIONANTE PARA A ALIANÇA
O PCdoB até aceita uma aliança com o PSB para a disputa de vagas na Assembléia Legislativa, mas desde que o PSB não venha apenas com os nomes do deputado Manoel Moraes e da Delegada Carla Brito, traga pelo menos dez nome de média densidade eleitoral.

NOVA RECAÍDA
Fazia tempo que o deputado Jairo Carvalho (PSD) não elogiava, apenas criticava tudo o que tinha o dedo do governador Tião Viana. Ontem na tribuna da ALEAC encheu o empreendimento “Dom Porquito” de elogios. Não vou admirar se der um título de “Cidadão Acreano” aos donos.

SÓ POR ISSO EXISTE
A “Dom Porquito” só existe porque teve capital do governo estadual na sua implantação e pela ação do Tião Viana junto ao BNDES ( a Dilma ainda era presidente) para abrir uma linha de crédito a juros baixos e prazos de pagamento a perder de vista. É preciso deixar isso claro.

FURA OLHO
Setores do PT andaram querendo furar o olho da deputada Leila Galvão (PT), ao tentarem convencer um irmão da prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem, ser candidato à ALEAC. Fernanda acabou a festa ao dizer que tinha compromisso com a reeleição da Leila.

SEM MEL E SEM CABAÇA
O deputado federal Moisés Diniz (PCdoB), que devolve o mandato ao titular Sibá Machado (PT), em abril, precisa pensar no seu futuro. Sua candidatura à vice do Marcus Alexandre, pelo que escuto, não vai prosperar. E para Federal, o PCdoB tem com prioridade Perpétua Almeida.

OLHO NO TCE
Mais do que na primeira suplência já confirmada na chapa do candidato ao Senado, Ney Amorim, a Chefe do Gabinete do governador Tião Viana, Márcia Regina, estaria mesmo de olho é em uma vaga de Conselheira no TCE. É o assunto que rolava ontem entre deputados.

COMO PLANEJADO
A FPA está conseguindo sair incólume do debate para a formação da chapa de candidato a governador. Durantes as plenárias em vários municípios não aconteceu uma rusga entre os postulantes Daniel Zen (PT), Emylson Farias (PDT), Nazaré Araújo (PT) e Marcus Alexandre (PT). Chegou-se a um consenso ser o Marcus a bola da vez. No próximo dia 1º o anúncio será feito pelos próprios pré-candidatos. Foi a tacada certeira do governador Tião Viana que, politicamente, deu certo. Tirou a FPA do marasmo, fortaleceu a coligação, e motivou o debate. E mais uma vez deverá entrar unida na eleição do próximo ano. E vai ficar a espera da oposição. Que deverá vir com a candidatura do senador Gladson Cameli (PP).

Nenhum comentário: