Contato: joaoregotk@hotmail.com -----68 99987-8418

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

VÍDEO: Temer, no STB, é entrevistado por Silvio Santos.

VÍDEO: Temer, no STB, é entrevistado por Silvio Santos.

Entrevista do presidente com apresentador, que fez defesa enfática da mudança nas aposentadorias, foi exibida neste domingo pelo SBT.

Na foto acima, Presidente Michel Temer vai ao Programa Silvio Santos, no SBT, para defender a Reforma da Previdência.
Veja o vídeo a partir de 4:40.
Continuando seu esforço para aprovar a reforma da Previdência, o presidente Michel Temer (PMDB) afirmou, em entrevista gravada e exibida pelo Programa Silvio Santos, no SBT, que a mudança nas aposentadorias “não prejudica os mais pobres”. “Só quem ganha 15, 30, 40.000 reais que vai ter alguma consequência”, disse o presidente, que enfatizou o período de adaptação, que só deve estabelecer a idade mínima de 65 anos daqui a duas décadas
Ao longo de cerca de vinte minutos de participação de Temer, Silvio Santos e o peemedebista se alternaram em defesas enfáticas da Reforma. O dono do SBT ressaltou a argumentação do governo de que, se a proposta apresentada à Câmara não for aprovada, “em dois ou três anos” o governo poderá não conseguir mais arcar com a folha de pagamento.
“Nós não podemos mexer no dinheiro da Previdência. Se nós não aprovarmos a Reforma, e isso não é piada, daqui dois ou três anos o governo não terá mais dinheiro para pagar as aposentadorias”. Temer citou os casos de países europeus, como Grécia e Portugal, e disse que a reforma pode ameaçar “30 ou 40% dos vencimentos dos funcionários públicos”.
Silvio Santos comparou a presença do presidente em seu programa a outros momentos “históricos”, como o confisco das poupanças no governo Collor e a Unidade Real de Valor (URV), medida inicial do Plano Real nos anos 1990. Dizendo que Temer “foi obrigado a ser presidente” após o impeachment de Dilma Rousseff (PT), o apresentador o questionou sobre a expectativa para a atuação dos deputados durante a votação.
O presidente disse que “hoje há uma compreensão na sociedade” para a importância da reforma e que “os deputados têm consciência disso e pensam no país”. Temer disse que espera que “as colegas de trabalho”, como o dono do SBT chama as mulheres que comparecem ao seu programa, ajudem a “sensibilizar” os parlamentares para que as mudanças na Previdência sejam aprovadas.
“Eu penso em deixar um legado histórico. Quero que as pessoas pensem no futuro que aquele presidente reformou o Brasil”, concluiu. Ele ainda fez uma piada e repetiu um gesto do apresentador, dando a Silvio Santos uma nota de 50 reais, como este faz com seu auditório.

Campanha

Nas últimas semanas, o presidente se engajou em um esforço para popularizar a reforma da Previdência e reduzir a resistência entre deputados. Neste sábado, uma entrevista com Temer foi uma das principais atrações da estreia do novo programa do apresentador Amaury Júnior na Band.
Durante a conversa, que versou sobre temas da vida pessoal do peemedebista, ele disse ter expectativa de que a reforma será aprovada pela Câmara em fevereiro e negou que possa ser candidato à reeleição nas eleições de 2018. Depois da entrevista para Silvio Santos, Temer irá a dois programas populares nesta segunda-feira: pela manhã, estará na Rádio Bandeirantes com o jornalista José Luiz Datena. À noite, volta ao SBT para participar do Programa do Ratinho.

Nenhum comentário: