Contato: joaoregotk@hotmail.com -----68 99987-8418

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

MARINA DEFENDE CONDENAÇÃO DE LULA: “FOI TÉCNICA”

A ex-senadora Marina Silva deve ganhar as eleições para presidente da República com os votos daqueles que odeiam Lula. Os votos são: da turma do PMDB, PSDB, PSD, DEM e dos demais partido da base do governo federal. Será que vai sobrar votos para ela?


Pré-candidata à Presidência, a ex-ministra Marina Silva defendeu a condenação do ex-presidente Lula; "Meu entendimento, com base nos autos, é que foi uma decisão técnica"; em entrevista, Marina firmou que a “lei deve ser para todos”, mesmo se isso significar a prisão do ex-presidente

247 - A pré-candidata da Rede à Presidência da República, Marina Silva, afirmou que a “lei deve ser para todos”, mesmo se significar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP).

“Não temos que ter uma lei para o Lula, para o Aécio (Neves), para o Jader Barbalho ou para o Renan Calheiros”, disse, em entrevista ao Estado, a ex-ministra do Meio Ambiente na gestão do petista.

Ao lado do ex-governador Ciro Gomes (PDT), Marina é a maior herdeira do eleitorado petista, em um cenário de ausência de Lula nas urnas, segundo a mais recente pesquisa Datafolha. Questionada como pretende arregimentar esses votos, ela afirma que “o voto não pertence nem aos partidos, nem às figuras políticas”. A disputa, segundo diz, segue aberta até outubro.

"Meu entendimento, com base nos autos, é que foi uma decisão técnica. Obviamente que ele tem o direito de fazer esse percurso, mas chegará o momento em que teremos que nos deparar com o cumprimento da lei e eu advogo que a lei deve ser cumprida por todos, independente do poder econômico ou político. Espero que nessas eleições cada candidatura se coloque independente dos concorrentes."

Nenhum comentário: