Festival do abacaxi 2018


quinta-feira, 1 de março de 2018

Leila Galvão sinaliza que Fernanda Hassem poderá ser candidata a vice de Marcus


O time da Frente Popular do Acre, coligação comandada pelo PT, pode não estar definido para as eleições 2018. Durante discurso na manhã desta quarta-feira (28), na Aleac, a deputada Leila Galvão (PT) reforçou a defesa da prefeita Fernanda Hassem (PT), que foi denunciada duas vezes consecutivas por improbidade administrativa, e disse que as denúncias estariam acontecendo porque a gestora municipal é bem avaliada e é temida pela oposição.

Segundo Leila Galvão, a petista Fernanda Hassem vem sendo perseguida por lideranças de oposição do município de Brasileia. Os adversários teriam intensificado a fiscalização à gestão municipal porque 2018 é um ano eleitoral, sinalizando que a gestora do Alto Acre estaria no páreo pela indicação a candidatura de vice na chapa de Marcus Viana (PT), que teve o secretário Emylson Farias (PDT) anunciado como pré-candidato a vice.

A deputada Eliane Sinhasique (MDB) questionou Leila Galvão sobre qual cargo Fernanda Hassem disputaria nas eleições desta ano. A emedebista destaca que a petista do Alto Acre estaria querendo abandonar o cargo pela metade para disputar o mandato de deputada ou a vaga de vice-governadora, repetindo o gesto de Marcus Viana (PT) que pretende renunciar o cargo de prefeito de Rio Branco para disputado a cadeira de governador do Estado do Acre.

Leilão Galvão tentou fazer um remendo no discurso, destacando que suas afirmações teriam como base a fama de boa gestora que Fernanda Hassem ganhou após Everaldo Gomes (MDB), prefeito que é apontado de participar de diversos escândalos de desvio de dinheiro público na prefeitura de Brasileia, inclusive, chegando a ser preso a pedido da Polícia Federal que realizou operações para desarticular os supostos esquemas montados nas prefeituras do interior.

Nenhum comentário: