24/05/2018

No MDB de Ulysses, Adelaide Neri consolidou vida política em defesa da democracia


A veia política pulsa na família da prefeita de Rio Branco, Socorro Neri (PSB), de geração para geração. Sua mãe, morta na madrugada desta quinta-feira (24) vítima de infarto, foi deputada federal pelo MDB no início da década de 1990,

Naquela época pós-ditadura militar (1964-1985) e com o governo de Fernando Collor envolvido em escândalos de corrupção, Adelaide estava no olho do furacão da política nacional como deputada federal.

Seu partido tinha como grande símbolo Ulysses Guimarães, principal defensor da redemocratização. O MDB, por sinal, era o único partido de oposição autorizado a funcionar pelos governos dos generais. Uma das principais marcas de Adelaide foi sua defesa intransigente da democracia.

Ela votou pelo impeachment do então presidente da República. Assim como a filha prefeita, sempre trilhou seu caminho pela educação. Era professora formada em Letras pela Universidade Federal do Acre (Ufac).

Trabalhou no magistério até assumir a direção do Departamento de Ensino Supletivo (Desu) da Secretaria de Educação e Cultura do Acre em 1983.

Ainda na política, Adelaide foi candidata à reeleição em 1994. Ficou na terceira suplência, assumindo o mandato durante a passagem de Chicão Brígido (MDB) pela Secretaria Especial de Representação Política e Cidadania de Rio Branco, na administração do prefeito Mauri Sérgio (MDB). Desde então deixou a vida política como figura pública.

Adelaide Neri nasceu em 1940 em Tarauacá. Era filha de Vicente Crescencio da Rocha e Rosa Machado da Rocha. Seu nome completo era Antonia Adelaide da Rocha Neri. Casou-se com Raimundo Nonato de Paiva Neri, com quem teve os seis filhos.

Durante esta quinta-feira, várias autoridades manifestaram pesar à família da prefeita Socorro Neri, e ressaltaram o histórico de vida e atuação política de Adelaide Neri.

“Honrada parlamentar e professora, Adelaide trabalhou pelos interesses da nação na Câmara Federal, principalmente nas áreas da educação, cultura e agricultura. Com muitas orações, neste momento de dor, junto a toda a equipe de governo e nossas famílias, prestamos as mais sinceras condolências”, escreveu o governador Sebastião Viana (PT) em sua página no Facebook.

“Recebi com tristeza a notícia do falecimento da dona Adelaide Neri, professora, ex-deputada federal e mãe da amiga Socorro Neri. Minha solidariedade e sentimento de pesar à família, aos filhos Socorro Neri, Missilene, Jacqueline e Marlon, e os amigos. Que Deus conforte o coração de todos”, disse o ex-prefeito Marcus Viana (PT), que em abril renunciou à prefeitura, deixando o cargo com Socorro Neri.

O também ex-prefeito de Rio Branco e ex-deputado federal Mauri Sérgio disse que perdeu uma grande amiga. “Eu já era amigo da Adelaide e da família dela e fomos juntos para Brasília como deputados federais. Ela sempre foi muito corajosa e batalhadora e levou essa marca para a política. O Acre perde uma grande mulher”, declarou.

O corpo está sendo velado na capela São Francisco, na Rua Isaura Parente. Adelaide já havia sofrido três Acidentes Vasculares Cerebrais e morreu vítima de infarto. O enterro ocorre no fim da tarde desta quinta no Cemitério São João Batista.

Nenhum comentário: