13/05/2018

Zen diz que Gladson faz visitas ao Acre; senador reage e diz que deputado está a serviço de “quadrilha petista”


O deputado Daniel Zen (PT), líder do governo Sebastião Viana (PT) na Assembleia Legislativa, usou a tribuna do plenário na semana que passou para fazer críticas e acusações ao senador Gladson Cameli (PP), pré-candidato da oposição ao Palácio Rio Branco.

Zen afirmou que Cameli não tem residência oficial no Acre, e que seu endereço fixo é em Manaus. O petista disse que há décadas a família mantém negócios no estado do Amazonas, onde suas empresas mantêm contratos com o governo.

O parlamentar chegou, inclusive, a sugerir que Gladson disputasse eleições pelo Amazonas e não pelo Acre. O petista ligou o senador a governos passados da oposição que, de acordo com ele, governaram por 30 anos e deixaram o estado quebrado, falindo as principais empresas públicas.

“A oposição governou o Acre por 30 anos e deixou um verdadeiro rastro de destruição. Faliram a Colonacre, Cageacre, Acredata, dentre várias outras empresas públicas que compõem a massa falida do Estado. O pré-candidato deles sequer mora aqui, tem residência fixa no Amazonas. Então, por que ele não se candidata por lá? Todos sabem que os Cameli vivem naquele Estado e não aqui”, disse Daniel Zen.

Procurado por Ac24horas ainda na quinta-feira (10), o senador Gladson Cameli respondeu somente neste sábado (12). Cameli refutou as críticas e afirmou que suas casas estão em Cruzeiro do Sul e em Rio Branco. O progressista admitiu que sua família tem negócios no Amazonas, fruto da relação história entre o Vale do Juruá e o estado vizinho.

“Sinto muito pelas mentiras do senhor Daniel Zen, que como um parlamentar acreano, pago com dinheiro público, deveria ao menos agir à luz da verdade. Todo o Acre sabe que nasci e me criei no município de Cruzeiro do Sul. Moro na Rua 15 de Novembro na casa que até hoje pertence também aos meus pais”, disse.

Em um tom mais ríspido, afirmou que as origens do PT estão baseadas na mentira e chamou o partido de “quadrilha”. Para ele, ao invés de exercer seu mandato de deputado para fiscalizar o Executivo, Zen usa a tribuna do Parlamento para proferir inverdades.

“O PT nasceu e se criou na mentira, e assim agem as suas crias como o senhor Daniel Zen, que contribuem a cada dia para a decadência que se encontra nosso estado atualmente. Ele não serve ao povo, serve às ideologias que garantam o sustento das quadrilhas petistas implantadas no Brasil e no Acre.”

Assim como o PT, o PP é um dos principais partidos envolvidos nas denúncias de corrupção investigadas pela operação Lava Jato. O próprio Gladson Cameli teve seu nome citado por delatores do esquema que funcionava na estrutura da Petrobras como recebedor de propinas. Por falta de provas, o Ministério Público pediu o arquivamento da denúncia.

Nenhum comentário: