24/07/2018

Pesquisa acende sinal vermelho no PT


Deixamos passar a fase da euforia dos torcedores políticos envolvidos em ambos os lados, para fazer uma análise fria da Pesquisa do DATA-CONTROL. Primeiro: o instituto fez pesquisas por muitos anos para o PT. Se, ele era confiável na ocasião, deve ser agora, quando faz uma pesquisa de iniciativa própria. Deixemos as teorias da conspiração de lado. Os 43% do Gladson Cameli (PP) contra os 29% do Marcus Alexandre (PT), não são aleatórios. Pautas negativas vêm colaborando para prejudicar a candidatura do Marcus: o desgaste de 20 anos de governos do PT, que se refletem nas pesquisas que apontam uma baixa popularidade do atual governador, o sentimento de insegurança que tomou conta do Estado, principalmente, na Capital; maior colégio eleitoral, com chacinas quase semanais, a insistência dos seus aliados em colocar no seu colo a defesa de uma tese que é antipática à população, que é o “Lula Livre,” e um sentimento natural de mudança. Acho até que o Marcus Alexandre (PT) tem sido um gigante em remar para cima e a cúpula do seu partido para baixo. A briga contra o pedido de intervenção federal na Segurança, que não resolveria nada, mas é simpático à população, também pesa contra o Marcus. Por tudo isso que foi dito não me causa surpresa o descolamento do candidato Gladson Cameli (PP) – foto- que até aqui vinha num empate técnico com o petista. A pesquisa acendeu o sinal vermelho no PT, que hoje veste verde.

ELEIÇÃO NÃO ESTÁ GANHA

Nenhum comentário: