15/08/2018

Invisível e irrelevante, mandato de Jéssica Sales trava recursos para o Vale do Juruá a mando de seu pai embirrado com Ilderlei Cordeiro


Os eleitores e seguidores da deputada Jéssica Sales nas redes sociais não tem compreensão da tragédia que é esse mandato para o Acre. Dos 513 deputados, Jessica ocupa a posição 440 no ranqueamento do Atlas Político (www.atlaspolitico.com.br), com nota zero no quesito ´debate parlamentar´ e nota geral de 1,61. Ou seja: além de figurar entre os piores parlamentares do Congresso Nacional – e não só da Câmara dos Deputados -, Jéssica Sales tem o mandato praticamente invisível porque não tem coragem de participar de um simples sobre causas nacionais.

Em outra plataforma de avaliação parlamentar, o Ranking dos Políticos (www.politicos.org.br) Jéssica Sales está na posição 330, mantendo-se entre os piores congressistas. Ainda segundo esse ranking, dos oito deputados federais do Acre, Jéssica ocupa a 6ª posição quando se comparam os demais colegas do Estado. Sua filiação ao MDB, partido altamente vinculado aos escândalos de corrupção no Acre e em nível nacional, não a ajuda mas sua situação é piorada pela marca da invisbilidade congressual: “Nunca vi”, comentou Marco Druddi, no Ranking dos Políticos.

Além de irrelevante, o mandato da filha de Vagner Sales está a serviço dos piores interesses, mostrando, ao mesmo tempo, que Jéssica Sales tem duas caras: votou a favor da reformar trabalhista e tirou direitos dos trabalhadores. Em meio a esse desastre, foi uma das que tentou salva o deputado Eduardo Cunha, hoje preso na Operação Lava Jato.

Assim como os jurássicos da política acreana, Jéssica não tem nada de novo e tem na agenda permanentes compromissos com os velhos caciques que hoje estão presos ou investigados na política nacional. Sobretudo, ela vem sendo acusada de boicotar as emendas destinadas ao Vale do Juruá após após briga entre Ilderlei e seu pai, Vagner Sales. Jéssica acusa Ilderlei de não ter apresentado os projetos das obras mas vem sendo, comprovadamente, após Ilderlei apresentar e confirmar a apresentação da documentação, desmentida. 

Além disso, Ilderlei comprovou que os projetos tem amparo legal e o que falta é tão somente a liberação do recurso – algo que Jéssica vem ajudando a travar ou se omitindo de comparecer aos ministérios para cobrar a liberação, não imagina ela que está prejudicando diretamente a população de Cruzeiro do Sul.
https://www.juruaemtempo.com.br

Nenhum comentário: