27/09/2018

O QUE É ESTOMATITE? DOUTOR BRUNO PUGLISI DIZ COMO ALIVIAR A DOR DAS CRIANÇAS

Inflamação pode ser acompanhada de dor e febre e deixar os filhos com grande dificuldade de alimentação; coluna de hoje tira todas as suas dúvidas
                                                                Reprodução

Estomatite pode apresentar bolinhas amareladas como aftas

Provocada por um vírus, a estomatite é uma inflamação que acontece dentro da boca. Um dos sintomas são as bolinhas (amareladas como aftas) que aparecem durante o período. Acompanhada de febre, dor e muito desconforto, a inflamação acaba deixando as crianças irritadas e com dificuldade de comer.


De acordo com o Doutor Bruno Puglisi, a estomatite dura entre 7 e 15 dias e não há muito o que fazer, a não ser tentar aliviar a dor. A proliferação das aftas faz com que as crianças não queiram escovar os dentes. Assim, o mau hálito e o sangramento na gengiva acabam surgindo pela falta de escovação.

Segundo Doutor Bruno Puglisi, a doença é comum na primeira infância e pode ocorrer a partir dos 6 meses, quando o bebê para de receber anticorpos da mãe pelo leite materno e a imunidade fica mais baixa. Porém, a idade mais comum de aparecer a estomatite é entre 2 e 5 anos.


É incomum, mas podem ocorrer complicações. Neste caso, o tratamento requer antibióticos. A criança pode apresentar um quadro de desidratação, já que as feridas dificultam a alimentação e hidratação.

Não há providências totalmente eficazes, mas lavar as mãos é sempre bom para evitar vários tipos de contaminação. Outra dica é manter os objetos levados à boca sempre higienizados com sabão ou detergente.

O ideal é ficar em repouso, ingerir bastante líquido e alimentos pastosos frios, pouco ácidos e com o mínimo de tempero. Iogurte, sorvete, gelatina e suco de frutas não ácidas, como maçã e mamão são boas opções.


Dependendo do quadro podem ser administrados analgésicos para aliviar os sintomas da estomatite , assim como antitérmicos, se houver febre. O importante é procurar um médico ou dentista para que a dose e o tipo de remédio mais indicados sejam prescritos.

Nenhum comentário: