02/10/2018

MP do Trabalho processa Havan por coagir funcionários a votar em Bolsonaro

Ministério Público do Trabalho protocolou nesta terça-feira, 2, ação judicial contra a rede de lojas Havan, após o dono da empresa, Luciano Hang, pedir que seus funcionários votem no candidato da extrema-direita à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). Na mensagem, Hang afirma que "se a esquerda ganhar" fechará lojas e demitirá empregados, o que foi considerado pela procuradoria uma forma de coação; pedido foi baseado no vídeo e em mais de 35 notícias de fato (denúncias) contra a conduta da empresa e do empresário.
https://www.brasil247.com/

Nenhum comentário: