08/11/2018

Não espere um mamão com mel

Por tudo o que se está vendo do final melancólico do atual governo petista é uma lição para ser tirada pelo governador eleito Gladson Cameli de como não se deve administrar um Estado. Os desafios do Cameli (foto) não serão poucos, a começar por pegar uma máquina estatal quebrada economicamente, vítima de um projeto econômico que não deu certo e do aparelhamento político em todos os seus órgãos. O primeiro teste do novo governador será resistir aos pedidos de espaço de dirigentes partidários para dar cargos aos seus afilhados políticos. Se resistir a esta pressão que virá como avalanche terá dado um passo no sentido de fazer um governo em que só tenha lugar para quem for competente. Se entupir o governo de amigos estará trilhando o mesmo caminho da velha política. Tem que diminuir o tamanho do paquiderme estatal, não há outro rumo para ter condições financeiras de fazer investimentos. A questão não foi ganhar a eleição. A questão é ganhar e ser um bom gestor. O Gladson Cameli não espere chegar ao governo e pegar no menu um mamão com mel. Pegará carne de pescoço. E a partir do momento em que mostrar á população como recebeu o governo, terá que pegar o abacaxi e passar a descascá-lo. Quem casa com a viúva cria os filhos, diz o ditado. Dois pontos, ele terá de atacar de imediato com medidas de choque: o capenga sistema de saúde e na segurança a violência que assusta os moradores da capital e municípios do interior. Não tem a vara de condão para operar milagres a um curto prazo, mas prometeu solução na campanha e em cima de tudo o que prometeu será cobrado. A quem entra tem sempre o crédito de confiança dos 100 dias. Depois disso será cobrado. Estarei os cobradores, por certo. ( Leia Mais aqui)

Nenhum comentário: