29/11/2018

Plano emergencial de secretário da Saúde de Gladson estenderá contrato de médicos provisórios e reestruturará Huerb

Por Gina Menezes

Indicado para ser secretário Estadual de Saúde na próxima gestão que se iniciará em janeiro de 2019, o dentista Alysson Bestene afirma que está, juntamente com a equipe de transição, elaborando um plano emergencial para os cem primeiros dias de gestão na área de gestão.

Entre as medidas que serão adotadas, anunciadas por Alysson Bestene à Folha do Acre na manhã de quinta-feira (29), está a renovação de contratos provisórios de médicos, preparação de edital para novo concurso, reestruturação do atendimento no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) e a garantia de que serviços essenciais como abastecimento de medicação serão mantidos.

Bestene afirma que a meta do plano emergencial será garantir a continuidade de serviços e melhoras em pontos críticos. Ele diz que enquanto não ficar pronto edital para novo concurso público para a contratação de médicos irá lutar pela renovação automática dos contratos dos médicos contratados em caráter provisórios.

“Sobre os provisórios que envolvem bastante médicos, estamos tomando uma medida na transição com o jurídico e financeiro para que a gente renove pelo menos por três meses para que dê tempo de preparamos um novo concurso público. Temos que garantir a continuidade do serviço”, diz.

A respeito do Hospital Geral de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), o futuro secretário diz que está sendo estudada a escola de plantões dos profissionais que atendem naquela unidade para que o serviço seja otimizado e o atendimento ao usuário seja realizado.

“A situação do Huerb passa pela questão dos profissionais contratados provisoriamente. Precisamos de garantia de mão de obra, pois sabemos que os contrato de profissionais que não forem renovados poderá impactar no serviço, daí a gente não vai ter como colocar na escala de plantão. Já estamos vendo essa escala se pode ser alterada para garantir a melhoria no atendimento do Huerb”, diz.

Alisson afirma também que trabalhará prioritariamente para que a descentralização da saúde aconteça de forma real nos municípios para que Rio Branco não fique sobrecarregada de demanda e frisou que iniciará conversas com os responsáveis pela administração do Hospital do Juruá para que não paralisem as atividades.

“Precisamos de celeridade, temos que dar uma resposta rápida para quem está na ponta e nisso aqui se enquadra a descentralização da saúde para que chegue no interior, pois Rio Branco não pode ficar sobrecarregado. Terei uma conversa imediata com os profissionais que atendem no Juruá para que a situação seja solucionada e aquela região tem atendimento”, diz.

Nenhum comentário: