25/01/2019

Gladson e Rocha “abençoam” Nicolau Júnior e Gonzaga e frustram “sonhos” de Roberto Duarte



O governador Gladson Cameli (Progressistas) e o seu vice, Major Rocha (PSDB), hipotecaram apoio as candidaturas de Nicolau Junior a presidência da Assembleia Legislativa do Acre e a Luiz Gonzaga como primeiro-secretário da Casa. A “unção” dos escolhidos ocorreu na manhã desta sexta-feira, 25, durante agenda oficial para lançamento do projeto do Colégio Militar, em Cruzeiro do Sul.

A formação da “Chapa dos Sonhos” tão cobiçada na Aleac evidencia que Progressistas e PSDB, partidos do governador e do vice, controlarão um orçamento superior a R$ 150 milhões, e frustrando as ambições do deputado Roberto Duarte (MDB), que pleiteava o cargo de primeiro-secretário da Casa, no lugar de Gonzaga.

A vontade de Gladson e Rocha contrariam ainda o MDB que decidiu em reunião com seus três parlamentares, com apoio da Executiva Estadual, manter a candidatura a disputa pela 1ª Secretaria da Aleac.

Além da Aleac, Progressistas e Tucanos controlarão as principais pastas do governo de Gladson Cameli, a Secretaria de Saúde, Secretaria de Educação e também Agricultura, esta última vista como a “menina dos olhos” do governador, por ter como plano principal abrir o Estado para o Agronegócio.

O arranjo para que essa formatação da Aleac ocorresse foi fechado numa reunião entre os deputados da base e da oposição que ocorreu na noite da última quarta-feira, 23. No encontro, ficou definido Nicolau seria o presidente e Gonzaga seria primeiro-secretário. Os emedebistas, como consolo, riam escolher um nome da bancada para cuidar da segunda-secretaria. Os mais cotados são Antônia Sales e Roberto Duarte Júnior.

A oposição, liderada pela Frente Popular do Acre (FPA), foi agraciada com a primeira vice-presidência e outras duas secretarias da Mesa. Este era o pleito da bancada para garantir apoio a Nicolau Júnior e, assim, o progressista ser eleito de forma unânime por seus colegas de plenário.

Os nomes que a FPA indicará para a Mesa serão definidos em reunião a ser realizada na próxima segunda-feira (28). Oficialmente, os deputados voltam do recesso parlamentar no dia 1º de fevereiro.

Nenhum comentário: