05/01/2019

Irritado, Gladson diz que está ficando chato reclamações de despetização

O governador Gladson Cameli (Progressistas) anda irritado com as constantes cobranças de aliados que se queixam da permanência de pessoas ligadas ao PT e aos demais partidos da Frente Popular em postos-chaves da administração estadual.

Em uma mensagem de voz de tom irritada e enviada a um grupo de WhatsApp – a qual ac24horas teve acesso -, o progressista afirmou já estar chateado com as cobranças.

“Eu não aguento mais estar todo minuto recebendo mensagens […] não está dando mais dessa forma. Isso está ficando chato”, diz o governador. De acordo com ele, é uma determinação sua a seus auxiliares para que pessoas ligadas ao PT não sejam mais nomeadas ou permaneçam no governo.

“Me desculpem a forma como estou falando, mas tem uma semana que não paro e não tenho sossego por causa disso”, reforçou ele. Segundo o governador, os militantes da antiga oposição que “balançaram nossa bandeira e lutaram pela nossa vitória” terão espaço na nova administração. Outro critério citado foi a qualificação técnica.

Use as setas para cima ou para baixo para aumentar ou diminuir o volume.

As reclamações públicas e reservadas sobre a presença de pessoas que até o ano passado estavam abrigadas na estrutura do governo por conta de sua militância na Frente Popular são frequentes. Uma delas partiu de Rosana Nascimento (PPS), que se queixou da presença de petistas em cargos de comando na Secretaria de Educação.

Os auxiliares do governador têm pedido calma aos aliados ante o pouco tempo em que assumiram o estado. Na próxima terça (8) completa-se uma semana da posse de Gladson Cameli no Palácio Rio Branco.

Nenhum comentário: