29/01/2019

Vermelho é banido da marca do Governo do Acre; helicóptero não tem mais estrela vermelha do PT

Sem as cores da Bandeira do Acre, a marca do Governo do Estado dispensa o vermelho característico das indenidades visuais produzidas pela Frente Popular mas destaca o azul, amarelo e verde -as cores a Bandeira do Brasil muito usadas pela Presidência da República -além do Brasão Acreano.

As cores do helicóptero Comandante João Donato, o Estrelão, mudaram – e já não dão margem para manter o apelido que remete à estrela do PT. O vermelho desapareceu completamente da identidade visual do Estado.

De acordo com secretária de comunicação, Silvânia Pinheiro a nova identidade visual do governo é um material que foi desenhado pela sua equipe juntamente com alguns técnicos e especialistas em identidade visual. E busca o resgate da história do povo acreano, com a ideia de que o Estado é único.

“A ideia de que o Brasão do Estado seja a nossa marca, tem como principal objetivo resgatar a nossa história como povo. O Brasão é uma marca viva, uma espécie de DNA do povo acreano. Além disso, o uso do Brasão oferece à administração o traço de impessoalidade e respeito à coisa pública”, comentou a secretária.

A nova identidade busca dizer que o Estado do Acre é único. Seja pelas suas riquezas naturais ainda intocadas, pela sua localização, pelo seu povo ou mesmo pela sua história. “Resgatar esse DNA é mais que uma obrigação governamental: é promover o reencontro de um povo com suas raízes”, assegura Silvânia.


A secretária disse ainda que a volta da utilização do Brasão Oficial, é uma volta as nossas origens, a retomada da valorização de nossa história e confiança no amanhã. “Queremos demonstrar com essa marca qual e o sentido desse governo. Outra coisa que é preciso deixar claro é que essa mudança da identidade visual não será feita imediatamente. Ela acontecerá aos poucos. A prioridade do governo continua sendo saúde, educação e segurança pública”, esclarece Pinheiro.

O manual da identidade visual assegura que o Acre é maior que políticos, partidos ou correntes. A adoção do Brasão Oficial do Estado promove a valorização de um Acre soberano, pertencente apenas ao seu cidadão. Também permite que a sociedade conheça, admire, preserve e valorize as marcas que simbolizam a sua identidade como povo.

A frase que será utilizada logo abaixo do Brasão é visão de futuro, cujo significado esta atrelado a concepção, revelação, entendimento, projeção, iluminação, percepção, alcance, vista, interpretação, recriação. Onde futuro remete a amanhã, horizonte, adiante, antecipação, modernidade, destino, fortuna, sorte. O restante da frase é governo de todos. Onde a palavra governo faz jus à representatividade, comando, compartilhamento, autoridade, executor, presença do poder, atuação. E De todos, significa que é participativo, plural, democrático, social, comprometido.
Conhecendo mais sobre o Brasão do Estado do Acre

O Brasão do Acre é um dos símbolos oficiais do estado com o desenvolvimento inicial executado no início do século passado. Entre suas principais referências está a Queda da Bastilha, representada pelo boné vermelho que está acima da marca para identificar os Jacobinos.

Possui ainda dois ramos de café e tabaco, entrelaçadas por espadas de punho que ilustram a força e a disposição em defender sua terra. No centro do escudo, um leopardo simboliza a ferocidade, agilidade e a força. Atrás do animal, uma seringueira representa a riqueza acreana.

A inscrição do latim NEC LUCEO PLURIBUS IMPAR, diz respeito a expressão “Não Inferior a Muitas Estrelas”, outra referência ao estado francês através da figura do Rei Sol Luis XIV. A obrigatoriedade da adoção do símbolo foi pela Lei Estadual 1.173, assinada pelo governador Orleir Cameli.
ac24h

Nenhum comentário: