11/02/2019

Em Cruzeiro do Sul, quase 3 mil famílias já estão desalojadas com a cheia do Rio Juruá


Com a cota de 13,83m, o Rio Juruá atingiu neste sábado (9) sua terceira maior marca e já afeta diretamente mais de 8 mil famílias. De acordo com a Defesa Civil Municipal, em oito bairros de Cruzeiro do Sul quase todas as comunidades ribeirinhas já foram atingidas e mais de 2,7 mil famílias estão desalojadas por conta da enchente.

O volume de águas do Rio Juruá ainda se elevou, mas, em um ritmo mais lento do que nos dias anteriores. Na manhã desta sexta-feira (8), a marca era de 13,80m e neste sábado a cota chegou a 13,83m. Mesmo assim, algumas famílias ainda foram removidas das regiões ribeirinhas neste sábado aumentando o número de desabrigados para mais 500 pessoas.

Até o momento, 102 famílias foram retiradas de suas casas e a maioria foi levada para dois abrigos montados pela prefeitura. Alguns dos desalojados foram por conta própria para a casas de familiares, outras tiveram que improvisar abrigos em suas propriedades, com medo de assaltos, onde aguardam a vazante do rio.

De além dos desalojados, mais de cinco mil famílias já estão afetadas pela cheia, com seus quintais alagados, sem o fornecimento de energia elétrica e só podem sair de casa por meio de pequenas embarcações.

Para solicitar ajuda humanitária do governo federal, o prefeito em exercício, Zequinha Lima, decretou estado de emergência na quinta (7). O município aguarda agora o reconhecimento da situação para receber recursos e manter a assistência aos moradores afetados pela enchente.
Mazinho Rogério, G1 Cruzeiro do Sul.

Nenhum comentário: