01/02/2019

Mailza Gomes assina CPI para investigar rompimento de barragemPublicado 17 horas atrás em 31/01/2019Por Assessoria


A senadora Mailza Gomes (Progressistas/Acre) assinou na manhã desta quinta-feira (31) no Senado a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as causas do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte (MG), ocorrida na última sexta-feira (25). Mailza foi uma das primeiras senadoras a apoiar a criação da comissão.

“O objetivo desta CPI é investigar às causas dessa tragédia, punir os responsáveis e evitar que futuras catástrofes aconteçam. A sociedade pode contar com meu apoio”, disse à parlamentar.

A senadora destacou que é preciso endurecer a política de segurança das barragens e relembrou da tragédia de Mariana em 2015, também causada pelo rompimento de uma barragem da mineradora Samarco, controlada pela Vale que deixou mais de 20 mortos.

“As pessoas não podem pagar com a própria vida os danos causados pelas mineradoras. É necessário a criação, cumprimento e fiscalização de medidas mais eficazes de segurança para evitar futuras tragédias como essa onde as pessoas pagam com a própria vida e o meio ambiente fica devastado”, destacou Mailza.

O requerimento para criação de uma CPI precisa do apoio de, no mínimo, 27 senadores.

A tragédia em Brumadinho já deixou 99 mortos confirmados e 257 desaparecidos segundo atualização da Defesa Civil de Minas Gerais nesta quinta feira (31). O número de pessoas desalojadas é de 175, segundo o governo do estado.

Nenhum comentário: