11.23.2020

Não esperem um cabide de emprego



Foto: Sérgio Vale/ac24horas 

NÃO CONHEÇO tanto o candidato Tião Bocalom (PP), para mensurar como será a sua administração, se for eleito domingo. Mas em conversa ontem com pessoas mais próximas dele, que o conhecem bem de perto, estas foram unânimes em afirmar ao BLOG que, caso ele vença a eleição para a prefeitura da capital, jamais vai transformar o órgão num cabide de emprego. Bocalom, segundo estas fontes, será de chegar cedo na prefeitura e querer encontrar os secretários. Não é de fazer acordos políticos ou empresariais nada republicanos, afiançam os que lhe são mais próximos. O consideram austero e muito exigente com os que lhe são subordinados. Que não é de fazer bandalheiras, é o que se ouve sobre ele. Mas isso é o normal que pode se esperar de qualquer gestor, o principal é saber como tocará uma prefeitura praticamente dependente do FPM e das emendas parlamentares, com arrecadação própria a desejar, e com os problemas dos bairros sendo bem maiores que a receita municipal. Falar que vai fazer, é uma coisa; fazer é outra bem diferente. Aguardemos as urnas de domingo. Se confirmarem a vitória do Tião Bocalom (PP) como mostram as pesquisas, vamos saber a partir de janeiro se as promessas de campanhas serão cumpridas. Ou se será mais um a ficar nas promessas eleitorais.

DIAS CONTADAS

MAS NUM PONTO, não tenho nenhuma dúvida em afirmar que, ninguém que teve cargo de confiança no governo passado do PT, vai ser chamado para trabalhar na sua gestão. Nisso, estou certo.

Nenhum comentário: