11.30.2020

Situação de gêmeas siamesas nascidas em maternidade de Rio Branco é crítica


A situação das gêmeas siamesas que nasceram na última sexta-feira, 27, na Maternidade Bárbara Heliodora, em Rio Branco, é crítica. Por dividirem o mesmo coração e o fígado, as meninas não puderam passar por procedimento cirúrgico e nem mesmo serem transferidos para Tratamento Fora de Domicílio (TFD) para outro Estado.

O ac24horas apurou que por compartilharem órgãos vitais não existe chance de sobrevida para nenhum dos bebês. “A questão pode ser de horas ou dias. Só nos resta esperar”, informou uma fonte da Secretaria de Saúde. A família não quer falar sobre o caso.

As bebês estão internadas na UTI do Hospital da Criança. Elas são filhas de uma mulher que já estava em sua sexta gestação e que morava no Seringal Vista Alegre, no município de Feijó. A mãe já vinha sendo acompanhada pelas autoridades de saúde há cerca de um mês quando chegou a capital para fazer o pré-natal, período que os médicos, por meio de exames, descobriram que as crianças nasceriam grudadas.
ac24horas.com

Nenhum comentário: