11.08.2020

Velório com música foi pedido de Giovanni, diz pai de radialista



A cerimônia fúnebre em homenagem ao radialista e músico Giovanni Accioly reuniu os amigos mais próximos e familiares na tarde deste sábado, 7, na escola José Augusto, em Tarauacá. Como o filho já havia comentado à família, o pai, o jornalista Raimundo Accioly, decidiu realizar o último adeus com muita música. “Quando pensei em fazer essa homenagem, tive receio por conta da pandemia. Mas ele queria e já tinha dito: pai, se eu morrer antes do senhor, eu quero música. Tem música aqui”, disse emocionado durante o velório.

Ainda assim, o momento não tirou a tristeza dos olhos e da fala dos familiares. “Não teve um dia que não estivéssemos sofrendo, no limite, mas eu precisava estar de pé, de cabeça erguida e cuidar da minha família e manter vocês informados sobre o que estava acontecendo. Estou arrebentado, mas estou aqui”, comentou o pai. Amigos e membros de grupos de música o qual Giovanni fazia parte tocaram as canções que o radialista mais gostava. Ao final do velório, houve um momento de oração, com participação de membros da igreja onde Giovanni tocava instrumento.

“Giovanni preferiu ir pro andar de cima, se juntar a mãe dele. Ele está ao lado de Deus e nos ouvindo. Vou me orgulhar dele pro resto da minha vida. Estamos no limite do sofrimento, mas vamos nos fortalecer porque esse momento de dor vai passar e vamos ter boas lembranças do Giovanni”, relatou Raimundo Accioly.

Janaína Furtado, madrasta e mãe de coração de Giovanni, também falou durante a cerimônia. “Meu coração está devastado nesse momento, mas na minha alma e lembranças do Giovanni só tenho coisas boas. Agradeço a deus por poder ter convivido com um ser humano de tanta luz. Deus fez ele ir até Rio Branco pra salvar vidas”, encerrou.
Com informações Ac24horas

Nenhum comentário: