sexta-feira, 11 de dezembro de 2020

Trabalhadores da Saúde reclamam de não recebimento integral do auxílio pandemia e prometem parar dia 15

 Trabalhadores da Saúde reclamam de não recebimento integral do auxílio pandemia e prometem parar dia 15

Apesar do governo do Estado ter garantido ontem (10) o pagamento do auxílio emergencial pago aos trabalhadores da Saúde no valor de R$ 420,00 conforme previsto em lei aprovada pela Assembleia Legislativa, os profissionais da Saúde tiveram um susto nesta sexta-feira (11) ao conferirem o saldo de suas contas bancárias. A maioria deles recebeu apenas R$ 100,00.

Em nota, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde no Estado do Acre, Adailton Cruz, disse que “é com muita indignação que registro a minha revolta contra a postura da SESACRE (Secretaria de Estado da Saúde do Acre) e do Governo do Estado, com os trabalhadores. Mesmo previsto em lei a dobra da insalubridade e o Auxílio Temporário em Saúde, no valor de R$ 420,00, já em atraso há dois meses, foi depositado hoje uma migalha”.

E acrescenta: “o mais revoltante ainda, é observar que essa conduta se remete de forma abusiva e irregular, somente com os servidores em saúde, justamente os mais expostos e que mais sofrem neste momento”, diz o sindicalista.

O Sintesac entrará com uma representação judicial contra a Sesacre. Além disso, os trabalhadores da Saúde pretendem parar as atividades dia 15 de dezembro, às 9 horas. Uma manifestação vai ocorrer em frente ao prédio da Secretaria de Estado de Saúde, antigo Banacre, no Centro de Rio Branco.

O governo do Estado foi consultado pelo Notícias da Hora. Disse que uma nota técnica está sendo elaborada para explicar os motivos pelos quais alguns servidores receberam na íntegra e outros não.

NOTA PÚBLICA

A dobra da insalubridade foi prorrogada pelo decreto 7207 em 4/11 e paga no dia 13/11.

O que foi pago hoje (11/12) foi a diferença proporcional de insalubridade de quem recebia menos de 420 reais, além dos setores da unidade de lavanderia, recepção, manutenção, cozinha entre outros, como diz a Lei Complementar n° 3.631.

O novo pagamento da dobra da insalubridade ainda não foi prorrogado. Porém já estamos trabalhando para a previsão de pagamento junto com o salário no dia 30/12.

Carmen Silvia Nogueira Braga de Sousa Chefe do Departamento de Gestão de Pessoas/SESACRE

Nenhum comentário: