quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

SP confirma os três primeiros casos de contaminação com a variante amazonense da Covid-19

A variante do Amazonas, batizada de P1, está por trás do maior número de casos atualmente no estado e, de acordo com o Instituto Adolfo Lutz, já chegou a São Paulo
27 de janeiro de 2021, 06:55 h Atualizado em 27 de janeiro de 2021, 07:25

Variante da Covid-19 chega a Manaus (Foto: Reuters | Mario Oliveira/SEMCOM/Manaus)
 
247 - O Instituto Adolfo Lutz confirmou nessa terça-feira (26) as três primeiras pessoas do estado de São Paulo contaminadas com a variante amazonense do coronavírus. A variante do Amazonas, batizada de P1, está por trás do maior número de casos atualmente no estado, segundo informações publicadas pelo Jornal Nacional.

Pesquisadores que estudam a nova linhagem publicaram os resultados da análise de novas amostras colhidas de pacientes de Manaus. Em dezembro, 52,2% dos casos na capital foram provocados pela variante P1.O número subiu para 85,4% em janeiro.

De acordo com a imunologista Ester Sabino, nova variante deve ser mais transmissível. "Tudo indica que essa variante tem uma capacidade replicativa maior, uma capacidade de transmissão maior e, com isso, ela acaba tomando conta da epidemia e sendo a principal variante que está levando aos casos em Manaus", disse Ester Sabino, imunologista do Instituto de Medicina Tropical-USP.

O Amazonas tem pelo menos 254 mil casos e 7,4 mil mortes provocadas pelo coronavírus. O estado de São Paulo tem a maior quantidade de infectados do País (1,7 milhão) e 51 mil óbitos.

O Brasil ocupa o terceiro lugar no ranking global de casos do coronavírus (8,9 milhões), atrás de Índia (10,6 milhões) e Estados Unidos (26,0 milhões). O governo brasileiro também registra a segunda maior quantidade de mortes (218 mil). A primeira é a dos EUA (435 mil).
Fonte: brasil247.com

Nenhum comentário: