4.20.2021

Gladson diz que Rocha só demite se for eleito governador; o vice contra-ataca e diz que Cameli desconhece a Constituição



Ray Melo, do Notícias da Hora Blog do Ray 19 Abril 2021

Bom dia! Boa tarde! Boa noite!

Tudo pronto para o UFC Acre 2022. Na luta principal Gladson X Rocha.

Já especulam nos bastidores a contratação do locutor Bruce Buffer.

“Senhoras e senhores, nós ... estamos ... vivos! Está na hora (It's time)”

A semana iniciou quente. O Blog do Ray pautou os principais jornais do Estado.

Nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (19), o governador Gladson Cameli (PP) declarou à imprensa, em resposta as afirmações do revoltado Major Rocha (PSL) ao Blog do Ray no último final de semana, que o vice-governador só pegará a caneta, se eleito for governador.

Rocha ameaçou demitir “a petralhada” e todos os parentes de Cameli quando ele se ausentasse para uma agenda fora do Estado.

A resposta de Cameli veio fumegante nesta segunda em evento do Podemos, que empossou o ex-petista e ex-deputado Ney Amorim como presidente da sigla no Acre.

Para Gladson, a liberdade que Rocha tem para criticar o governo e apontar erros fazem parte da democracia instalada na sua gestão. O que, para ele, as críticas do vice são naturais.

Mas, após as declarações de Gladson de que não vai permitir a demissão de pessoas em seu governo e anulando a presença do vice na administração, Rocha voltou a jogar pedras no telhado da casa que abriga seus confortos de vice-governador.

Rocha que até então apenas apresentava denuncias de supostos atos de corrupção em pastas da administração estadual virou a metralhadora contra Cameli.

Ele alfinetou dizendo que Gladson desconhece a Constituição do Acre.

Rocha, que deixou claro que não renuncia nem que a vaca tussa, usou dois pontos da Constituição Estadual para dizer que foi eleito junto com o governador, conforme prevê o texto constitucional.

E, lembrou mais: que na ausência de Cameli, ele é o que, por direito, deve assumir o comando do Acre.

Podando o vice

O debate de que uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) seja enviada à Assembleia, limitando o poder de atuação do vice voltou a ser reativado nesta segunda-feira nas rodas de conversa política.
A briga entre Rocha e Gladson se tornou pública e a cada dia fica mais nociva aos acreanos.

O vice-governador deixou as obrigações de seu cargo de lado e passou a agir como parlamentar de oposição.

O governador não sinaliza com rendição e devolve os ataques com moderação.

O octógono está montado.

O evento será transmitido em rede nacional pela Justiça Eleitoral.

Gladson é o dono do cinturão e promete manter o título.

Nenhum comentário: