10.25.2021

Bolsonaro e Guedes já aumentaram gasolina em 73,4% neste ano para favorecer Faria Lima e Wall Street

Transferência da renda do petróleo para acionistas privados da Petrobrás foi a principal motivação do golpe contra a ex-presidente Dilma Rousseff, há cinco anos
25 de outubro de 2021, 18:34 h Atualizado em 25 de outubro de 2021, 18:34

Bolsonaro - preços de gasolina (Foto: Agência Brasil)

Metrópoles - A Petrobras anunciou nesta segunda-feira (25/10) que irá aumentar mais uma vez os preços da gasolina e do diesel nas refinarias. É a segunda alta em menos de um mês. Com 15 reajustes no valor do litro da gasolina (11 para cima e quatro para baixo), o combustível acumula aumento de 73,4% apenas neste ano. O preço médio de venda passará, a partir desta terça-feira (26/10), de R$ 2,98 para R$ 3,19, uma elevação de 7,04%.

O diesel teve o preço aumentado de R$ 3,06 para R$ 3,34 por litro, um aumento de 9,15%. Com isso, o diesel acumula alta em 2021 de 65,3% no valor exigido das distribuidoras.

Segundo a Petrobras, o reajuste foi necessário para “para garantir que o mercado siga sendo suprido em bases econômicas e sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras: distribuidores, importadores e outros produtores, além da Petrobras”.

Fonte: brasil247.com

Nenhum comentário: