11.17.2021

Com Moro presidenciável, Podemos/AC analisa possibilidade de lançar candidato ao governo



O Podemos, sigla presidida pelo ex-deputado Ney Amorim, e que detém três deputados na Assembleia Legislativa do Acre (Fagner Calegário, Chico Viga e Neném Almeida), pode lançar candidato ao governo do Acre em 2022.

A hipótese surgiu semana passada quando a direção nacional do partido fez uma grande festa para a filiação do ex-juiz federal e ex-ministro da justiça, Sérgio Moro, como pré-candidato a presidente da República.

Com Moro candidato, o Podemos precisará de palanques nos Estados e candidaturas majoritárias passam a ser defendidas, o que ainda não é confirmada pela direção regional do partido, o que pode implicar num possível rompimento com a gestão de Gladson Cameli, já que a sigla faz parte da base do governo.

Nesta quarta-feira, 17, durante sessão da Assembleia Legislativa, o deputado Fagner Calegário, exaltou a filiação de Sérgio Moro. Ele afirmou que esteve em Brasília acompanhando a filiação do ex-juiz e defendeu o seu nome com a terceira via viável para combater o petismo e o bolsonarismo.

Ao ac24horas, Calegario confirmou as intenções do partido. “Estivemos na última semana cumprindo uma extensa agenda em Brasília e uma delas foi a participação do evento de filiação do ex-juiz Sérgio Moro ao PODEMOS. Sabemos que o partido agora entra na discussão nacional na corrida à Presidência da República e é natural que o partido busque nos Estados palanque ao presidenciável. Com o estado do Acre não foi diferente, nos foi dada a missão de montarmos chapas não só para a Assembleia Legislativa e Câmara Federal, mas também para cargos majoritários como para o governo e ao Senado da República. Agora passaremos a avaliar essas possibilidades, eu vejo isso com muita naturalidade”, disse.

Questionado como ficaria a situação do partido junto ao Palácio Rio Branco, Calegário afirmou que nenhuma hipótese está descartada.

“Acredito que essa situação terá desfecho nos próximos capítulos. Não temos como afirmar nada nesse momento. Estamos estudando todas as possibilidades e a de cargo majoritário não está descartada”, frisou.
Por ac24horas.com

Nenhum comentário: