11.23.2021

Fora os R$ 15 mil a professores, governo do Acre ainda planeja R$ 5 mil de abono a servidores de apoio



Além do abono salarial de R$ 15 mil que o governador Gladson Cameli pretende dar aos professores da secretaria estadual de Educação no Acre, o gestor ainda planeja o incremento de R$ 5 mil aos servidores de apoio da pasta, que abrange o pessoal da limpeza, merendeiros, os secretários, os bibliotecários e vigias. A informação foi confirmada ao ac24horas nesta terça-feira,23, quando o governo entrega à Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) o Projeto de Lei que tenta repassar o montante a esses profissionais.

A tentativa de repasse desse abono à categoria atuante na educação foi proferida por Cameli com exclusividade durante o programa Boa Conversa, transmitido pelo ac24horas na noite dessa segunda-feira (23). O objetivo é utilizar os recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) que estão parados para valorizar a classe e não perder o dinheiro para União.

Cameli pretende dar esse “presente de Natal” ainda no próximo mês de dezembro. Segundo Gladson, os valores podem ser alterados, pois a equipe ainda deve verificar o montante exato aos trabalhadores, mas que à priori, seria mesmo os R$ 15 mil e R$ 5 mil para cada, conforme função. “Temos que valorizar quem nos ensina a respeitar a constituição. É como se fosse um abono salarial com recurso do Fundeb, que tem que ser gasto obrigatoriamente com a educação e não pode ser usado aleatoriamente. É melhor valorizar o servidor nesse momento”, afirmou.

Segundo o governador, a intenção é movimentar todo esse recurso que está à disposição e que poderia ser utilizado para outros fins na educação, mas que não haverá tempo. O PL deve ser finalizado e encaminhado aos deputados estaduais nesta terça-feira. “Ele deve ser aprovado e analisado em caráter de urgência. Os professores merecem esse presente de natal. Espero que todos os parlamentares ajudem e não entrem em discussão”.

Fonte: ac24horas.com

Nenhum comentário: