11.17.2021

Prefeitura anuncia que vai chamar 99 profissionais aprovados no concurso da Educação em Rio Branco

Secretária também falou sobre estudo de abono salarial para professores que está sendo estudado pela gestão. Aprovados são do concurso de 2019.

Por g1 AC — Rio Branco

17/11/2021 14h33 Atualizado há 3 horas

Nabiha Bestene informou que 99 profissionais devem ser chamados no concurso da prefeitura — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

A secretária de Educação do município, Nabiha Bestene, anunciou durante coletiva nesta quarta-feira (17) que vai chamar 99 profissionais da Educação para compor o quadro efetivo da pasta. Segundo a secretária, são professores, motoristas e pessoal de apoio que fizeram o concurso da prefeitura ainda em 2019 na gestão da ex-prefeita Socorro Neri.


O concurso ocorreu em 2019 com 553 vagas para contratação de servidores do quadro efetivo da educação. As vagas foram para cargos de nível fundamental, médio e superior.

“Estamos chamando 99 profissionais que fizeram concurso de 2019, que inclui também motoristas que estamos precisando. São 99 profissionais efetivos. Muitos dos quadro se aposentaram, adoeceram e vamos precisar desses profissionais”, disse.

Porém, a secretária não informou quando deve oficializar o chamamento no Diário Oficial do Estado (DOE).

Fundeb

A coletiva ao lado do prefeito Tião Bocalom também foi para falar sobre um possível abono aos professores da rede pública de ensino do município. O recurso para esse pagamento seria do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

Nabiha contou que foi feito um levantamento do pessoal da Educação que receberia esse abono, porém, o Tribunal de Contas do Estado (TCE-AC) foi consultado para validar ou não esse abono.

“O Fundeb teve um aumento de 16,5 e podemos dar esse abono, porém nós estamos fazendo uma consulta aos órgãos de controle para que realmente a gente possa fazer o que estamos pensando. Todos aqueles que estão na escola, sejam professores, pessoal de apoio, serão contemplados”, disse.

De acordo com o estudo, 1.543 professores estão aptos a receber o abono e mais 1.195 profissionais de apoio, totalizando assim 2.738 servidores contemplados com o abono. Porém, a gestão diz que ainda não é possível falar de valores.

“Fizemos uma consulta ao Tribunal de Contas do Estado e, saindo essa consulta, vamos esperar fechar o mês de novembro para saber quanto podemos fazer, gosto de trabalhar com aquilo que é real”, explicou o prefeito Bocalom ao garantir que, caso seja orientado, o abono deve sair ainda este ano.

Colaborou Quésia Melo, da Rede Amazônica Acre.
G1.com

Nenhum comentário: