Ajude o nosso blog site, clicando nos anúncios. E veja os nossos produtos que estão a vendas.

12.02.2021

Bocalom vai dar R$ 9,5 mil aos professores e R$ 7 mil aos servidores de apoio da Educação de Rio Branco



João Renato Jácome, do Notícias da Hora 02 Dezembro 2021

O prefeito Tião Bocalom (PP) vai pagar um abono de R$ 9,5 mil aos professores da rede municipal de ensino. A informação foi confirmada pelo próprio prefeito na noite desta quarta-feira, dia 1º, após uma reunião com a secretária de Educação, Nabiha Bestene, e Antonio Cid, de Finanças.

Segundo o prefeito, o pagamento será feito em duas parcelas, ainda em dezembro, para os professores, e no próximo ano, também vai dar um dinheiro aos servidores do quadro de apoio da educação. Ou seja, também pagará abono aos profissionais que não são professores.

“O abono é resultado do dinheiro que sobrou dos 70% do Fundeb, que vamos pagar 9.500 reais. A primeira parcela será paga no dia 20 de dezembro. Já a segunda parcela será paga no dia 30 de dezembro”, anunciou o prefeito ao comemorar o empenho da equipe para colocar dinheiro extra no bolso dos profissionais.

Bocalom explicou que os profissionais de apoio só vão receber o abono no próximo ano em razão de impedimento legal para o pagamento ainda em dezembro de 2021. É que uma lei federal proíbe pagamento de valores como abono ou reajuste salarial até 31 de dezembro. O Tribunal de Contas do Acre, inclusive, foi consultado pelo prefeito.

“Os demais funcionários que recebem dos 30% restante do Fundeb, que são aqueles que não temos a obrigação de pagar esse abono, que são os servidores de apoio, decidimos também pagar R$ 7 mil para cada colaborador. A primeira parcela será no salário de janeiro, e a segunda, no dia 10 de fevereiro de 2022”, completou o prefeito.

Desde o anúncio de que a Prefeitura de Rio Branco poderia pagar esse abono, era um desejo do prefeito fazer o pagamento também aos servidores de apoio. Após consulta aos órgãos de controle, o prefeito bateu o martelo e determinou que Nabiha Bestene corresse contra o tempo para pagar o abo aos trabalhadores da Secretaria Municipal de Educação (Seme).

Nenhum comentário: