Ajude o nosso blog site, clicando nos anúncios. E veja os nossos produtos que estão a vendas.

12.21.2021

O governador Gladson afirma que a escolha do vice-governador é pessoal e não partidário


A FRASE ACIMA não foi dita textualmente pelo governador Gladson Cameli, foto, mas poderia ser atribuída a ele, pelas suas posições políticas que vem revelando em recentes declarações, sobre como se posicionará na sua campanha da reeleição, no próximo ano. Em relação a escolha do nome que vai compor a sua chapa como candidato a vice-governador tem reiterado ser a decisão pessoal, não aceitando indicações partidárias e nem discutir o assunto. “A escolha é exclusivamente minha”, tem dito em alto e bom som quando fala do tema. E, também tem mostrado não aceitar pressões partidárias e nem de políticos na questão do candidato ao Senado na sua chapa. Pelo que vem falando, nenhum dos atuais cinco candidatos a senador do seu grupo, terá a sua mão com exclusividade no ombro. “Não assumi compromisso com ninguém”, tem disparado. Ainda esta semana foi mais firme ao comentar o assunto, falando que se fechar o ano e não houver entendimento por uma candidatura única apoiará todos os candidatos. Quer um pacto que leve a um único nome para o Senado, mas isso é tão difícil como acertar na Mega-Sena da virada do ano. Três nomes do seu grupo devem levar as suas candidaturas avante: Mailza Gomes (PP), Márcia Bittar (sem partido) e Vanda Milani (PROS). Não se sabe se o mesmo acontecerá com os candidatos Alan Rick (DEM) e Jéssica Sales (MDB), embora apareçam melhores nas pesquisas no grupo do governador. É um engano dos partidos que estão no seu grupo imaginar que possam colocar o Gladson na parede, com uma exigência. Tem mostrado que não dá muita bola para pressões partidárias e nem para partidos. Não fala da boca para fora, mas para valer, ao dizer que, ele irá tratar da sua candidatura à reeleição e cada um que cuide da sua. Ainda não conheceram o Gladson? Não apostem contra.

Nenhum comentário: