12.07.2021



"Raspa tacho 3" é resultado de recursos previstos e não gastos do fundo em 2021. Valor é proporcional à jornada de trabalho e deve ser pago até o final deste mês. Abono desse tipo pode ser pago em todos os estados e municípios do País, tal como muitos gestores já começaram a anunciar e fazer. O Dever de Classe conversou com o Diretor Jurídico do Sindicato dos Professores do Ceará, Estado que já aprovou tal benefício para seus educadores.

Educação | A Assembleia Legislativa do Ceará aprovou na última quarta-feira (1) o "Raspa Tacho 3" para o magistério da rede de ensino desse Estado.

"Raspa Tacho" é o criativo nome que o combativo e respeitado Sindicato dos Professores do Ceará (Apeoc) dá ao abono oriundo de sobras do Fundeb, no caso específico, deste ano de 2021.

É o terceiro que a categoria ganha em tempos recentes, segundo nos informou por telefone o professor Sérgio Bezerra, Diretor Jurídico dessa entidade.
Brasil inteiro

Abono como o "Raspa Tacho 3" deve ser pago em todos os estados e municípios do País, tal como muitos gestores — além do governador Camilo Santana (PT) do Ceará — já começaram a anunciar e fazer. Leia aquiaqui aqui.
Penalidades

Sobras do Fundeb de 2021 devem voltar para o magistério. Gestor que tiver "Raspa Tacho" a cumprir e não o fizer pode sofrer penalidades e perder recursos da União.

Após o anúncio, veja mais detalhes de nossa conversa com o diretor Sérgio Bezerra sobre esse muito bem vindo "Raspa Tacho 3" que o magistério da terra de José de Alencar e Belchior irá receber.

Percentual obrigatório de 70% não foi gasto na íntegra

Por telefone, o Diretor Jurídico da Apeoc nos informou — solícita e gentilmente — que esse "Raspa Tacho 3" que o magistério da Rede Estadual do Ceará receberá ocorreu porque ficou constatado que o percentual mínimo de 70% do Fundeb destinado a pagar o pessoal não foi gasto na íntegra.

E informou também que após fechar a folha de pagamento de dezembro, será divulgado quanto cada educador receberá de abono, de acordo com a jornada de trabalho de cada um.

Nenhum comentário: