quinta-feira, 7 de abril de 2022



A ex-mulher do secretário adjunto da Seplag, que ocupava um cargo em comissão na SEE, conseguiu porém um salário melhor no Governo Cameli – Arte Alemão Monteiro 3 de Julho

Acreinfoco – A denúncia foi feita por um grupo de profissionais que presta serviço terceirizado. Segundo eles, a Secretaria de Educação aderiu a uma ata de registro de preços do Deracre para prestação de serviços técnicos, administrativos e operacionais.

Aos engenheiros e arquitetos que trabalhavam na Secretaria como terceirizados a medida havia sido apresentada como meio de incorporá-los, entretanto, após a efetivação da ata, para surpresa dos profissionais outras pessoas ocuparam as vagas.

“Parceiros, colegas, filhos…”, informam os profissionais que se sentem lesados.

“Surpreendentemente fomos vencidos por outros recém chegados. A análise curricular se restringiu apenas aos novatos. Nós que já prestávamos serviço de sol a sol e a quem foi prometida a regularização, levamos uma rasteira”, desabafa um dos profissionais.

Segundo os profissionais a ata serviu como cabide de emprego.

Para comprovar o que afirmam, dizem que a filha do Chefe da Divisão de Obras do Deracre, foi contratada para o cargo de engenheira. “Ele já tinha trabalhado com a Socorro Néri. Quando ela assumiu a prefeitura, ele foi Secretário Municipal de Infra Estrutura. Agora a filha assume cargo na Secretaria de Educação em um processo deixado pela Socorro e ninguém acha estranho essas ligações?”.

O recém empossado Secretário Adjunto de Educação, Tião Flores, de acordo com a denúncia, agraciou três apadrinhados. Um veio importado de Epitaciolândia, cidade que foi administrada por Flores até perder a reeleição para Sérgio Lopes
(PSDB).

A ex-mulher do secretário adjunto da Seplag, que ocupava um cargo em comissão na SEE, conseguiu porém um salário melhor dentro deste contrato.

A Assessora do Gabinete colocou um sobrinho. “Nem formado é”, afirmam.

“Dentro da SEE, nos enrolaram desde dezembro de 2021, dizendo que a nossa situação seria resolvida na próxima semana…amanhã… e a solução dada foi a incorporação de pessoas de fora do quadro, surpreendentemente , pessoas ligadas aos que detém cargos no governo, enquanto nós que trabalhamos de sol a sol, com baixos salários, que deveríamos ocupar essas vagas, fomos deixados de lado. Levamos uma rasteira. Esta é a conclusão”.

O espaço está aberto para as manifestações do Secretário de Educação e do Governado Gladso Cameli, e de qualquer pessoa que queira contestar a denúncia dos profissionais, assim como do MPE.

https://3dejulhonoticias.com.br/

Nenhum comentário: