domingo, 27 de novembro de 2022

Gladson define como vai ficar expediente nos dias em que Brasil for jogar na Copa do Mundo


POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET
18/11/2022

Em decreto publicado na edição desta sexta-feira (18) do Diário Oficial, o governador Gladson Cameli definiu como será o expediente nas secretarias e autarquias do poder executivo nos dias em que o Brasil for jogar na Copa do Mundo.

“Fica facultado aos agentes públicos de que, nos dias de jogos da Seleção Brasileira de Futebol na Copa do Mundo FIFA 2022, em caráter excepcional, alterar seus respectivos horários de expedientes” da seguinte forma:

I – nos dias em que os jogos se realizarem às 10h, o expediente será cumprido remotamente;

II – nos dias em que os jogos se realizarem às 11h o expediente será cumprido remotamente;

III – nos dias em que os jogos se realizarem às 14h, o expediente se encerrará às 12h.

“O expediente administrativo de que trata os incisos I e II do caput encerrará 15 minutos antes do início dos jogos da Seleção Brasileira”, diz um trecho do decreto.

“Caberá aos dirigentes dos órgãos e entidades, nas respectivas áreas de competência, assegurar a integral preservação e funcionamento dos serviços considerados essenciais”, finaliza.

Quando começa a Copa?

A primeira partida da Copa do Mundo 2022 será disputada no dia 20 de novembro, um domingo, entre as seleções do Catar, país sede do Mundial, e Equador, válida pelo Grupo A do Mundial. O jogo acontece no estádio Al Bayt.

A final está marcada para ocorrer depois de quatro semanas, no dia 18 de dezembro, no estádio de Lusail. A Copa do Mundo de 2022 é a última a ser disputada com 32 seleções.

INFRAESTRUTURA TCU constata mais de 8 mil obras paralisadas; metade é na área de educação

Foto: Thayse Ribeiro/Cpers

Levantamento do Tribunal de Contas da União (TCU) mostrou a existência de mais de 8 mil obras paralisadas no país, sendo a metade na área de educação. Os dados foram atualizados em agosto e divulgados nesta quarta-feira (23) pelo tribunal, durante sessão plenária da Corte.

portal G1 informa que o tribunal analisou, ao todo, 22.559 contratos de obras no país e encontrou 8.674 obras paralisadas, o que representa 38,5% do total analisado. Desse total, 4.473 são na área de educação. É o caso de prédios de campus universitários, hospitais universitários, escolas profissionalizantes, complexos esportivos e creches e pré-escolas. Os estados com mais obras inacabadas na área de educação são Maranhão, Pará, Bahia, Minas Gerais e Ceará.


(G1, Jéssica Sant'Ana, 23/11/2022)

O país do feijão com arroz vira a pátria do miojo


Política econômica de BolsoGuedes tem o macarrão instantâneo como símbolo da monotonia alimentar do brasileiro.

Ilustração: The Intercept Brasil


POR ESSA o senhor Momofuku Ando não esperava. O país do feijão com arroz (e bife ou frango, quando dá!) virou a pátria do miojo.

O Brasil da feijoada, do tropeiro e do baião de dois já é o décimo consumidor mundial do macarrão instantâneo. Com renda baixíssima e inflação pesada na comida, cenário típico da política econômica BolsoGuedes, o consumo desse produto só cresce – algumas marcas aumentaram em até 35% as suas vendas no último ano.

Quando inventou o miojo, há 64 anos, no Japão, o caríssimo Momofuku Ando (1910-2007), fundador da Nissin Foods, estava preocupado em criar um alimento barato e prático, perfeito para a dureza e a escassez do período pós-Segunda Guerra. Não é à toa que também encontra agora, no Brasil de 2022, um apetite de dimensões continentais.

Comer um miojo como opção do cardápio caseiro, tudo bem, não é um pecado gastronômico que leve ao inferno. Longe de mim, raio gourmetizador. O drama é a monotonia alimentar: comer quase sempre o mesmo prato, repetidamente, por questão de castigo orçamentário.

Em bate-papo esta semana com a ex-ministra Tereza Campello, ela contou que o direito a uma alimentação rica e diversificada é uma das principais preocupações discutidas no grupo da transição do qual faz parte, o do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. “Esta questão da monotonia alimentar, com macarrão instantâneo e salsicha – quando tem – é no país inteiro, da periferia de São Paulo à Amazônia”, disse.

Na mesma equipe escolhida pelo presidente eleito, Tereza enaltece e conta com a colaboração de Bela Gil, apresentadora de TV cujo mote principal é a agroecologia e a comida saudável. Ela é formada em Nutrição pela Hunter College em Nova York e mestra em Ciências Gastronômicas.

À mesa de botequins ou de podcasts, há sempre quem tente folclorizar o trabalho de Bela Gil, sob a alegação humorística de que o “churrasco de melancia” da apresentadora é uma contradição (inconciliável) com a política da “picanha com cerveja” prometida por Luiz Inácio Lula da Silva.

A Bolsa sobe a cada ronco das tripas das crianças famintas.

Sátira à parte, cabe à turma da transição pensar não apenas uma alternativa ao dominante miojo, mas mudar também o cardápio de uma merenda escolar que chegou a ter um ovo para ser dividido por quatro alunos. Pior é que, mesmo assim, o ovo virou uma raridade. Prevaleceu o suco em pó (tipo k-suco) e uma solitária bolacha. Típica dieta imposta pela política de gastos do bolsoguedismo – para aplausos selvagens dos representantes do mercado. A Bolsa sobe a cada ronco das tripas das crianças famintas.

Nesse caso, os estudantes carentes sequer tiveram direito ao miojo criado para o pós-guerra, senhor Momofuku Ando. No país da fila do osso, os mais pobres (lascados que nem maxixe em cruz) sequer sentiram o cheiro de uma suposta galinha caipira do macarrão instantâneo – aqui lembro o sabor artificial mais querido pelos brasileiros e brasileiras que consomem cerca de 3 bilhões de porções dessa iguaria por ano.

“Ó Josué eu nunca vi tamanha desgraça/ quanto mais miséria tem/ mais urubu ameaça”. A trilha sonora de Chico Science & Nação Zumbi reverbera no país em que a louvação midiática ao corte de gastos públicos significa basicamente subtrair uma refeição diária da boca dos desvalidos.

Evocado na música “Da lama ao caos”, guru ideológico do movimento mangue beat, Josué de Castro (1908-1973), médico e geógrafo pernambucano, fez a denúncia pioneira do escândalo alimentar brasileiro ainda em 1946, no clássico “Geografia da Fome”, livro reeditado recentemente pela editora Todavia. Era um país de uma economia raquítica, sem importância alguma no mundo.

Em 2014, durante o governo Dilma Rousseff, o Brasil saiu do Mapa da Fome. Oito anos depois, em plena era do arrocho na gestão Bolsoguedes, o Brasil pediu de novo sua inscrição no clube dos famélicos, mesmo na condição de um país de economia relevante. Com ou sem miojo para aliviar a barra, o ronco dos estômagos denuncia uma vergonha interplanetária para a humanidade. Foi bom conversar com vocês, caríssimo Momofuku Ando, Josué e Chico Science. Até a próxima.

ANTES QUE VOCÊ SAIA… Quando Jair Bolsonaro foi eleito, sabíamos que seria preciso ampliar nossa cobertura, fazer reportagens ainda mais contundentes e financiar investigações mais profundas. Essa foi a missão que abraçamos com o objetivo de enfrentar esse período marcado por constantes ameaças à liberdade de imprensa e à democracia. Para isso, fizemos um chamado aos nossos leitores e a resposta foi imediata. Se você acompanha a cobertura do TIB, sabe o que conseguimos publicar graças à incrível generosidade de mais de 11 mil apoiadores. Sem a ajuda deles não teríamos investigado o governo ou exposto a corrupção do judiciário. Quantas práticas ilegais, injustas e violentas permaneceriam ocultas sem o trabalho dos nossos jornalistas? Este é um agradecimento à comunidade do Intercept Brasil e um convite para que você se junte a ela hoje. Seu apoio é muito importante neste momento crítico. Nós precisamos fazer ainda mais e prometemos não te decepcionar.


(The Intercept Brasil)

sábado, 26 de novembro de 2022

EUA começam a relaxar sanções contra a Venezuela e US$ 3 bilhões congelados serão liberados

Recursos bloqueados em bancos europeus e estadunidenses serão destinados à ajuda humanitária
26 de novembro de 2022, 18:59 h Atualizado em 26 de novembro de 2022, 19:04

Biden e Maduro na posse de Dilma Rousseff em 2015 (Foto: Reprodução)

CIDADE DO MÉXICO, 26 de novembro (Reuters) - O governo e a oposição da Venezuela pediram às Nações Unidas para administrar um fundo de bilhões de dólares agora mantido em bancos estrangeiros, que será gradualmente descongelado para combater uma crise humanitária no país rico em petróleo, disseram delegados anunciado na Cidade do México no sábado.

Fontes disseram à Reuters no mês passado que os fundos congelados somam mais de US$ 3 bilhões.

O dinheiro, mantido em contas venezuelanas no exterior, foi congelado por bancos americanos e europeus depois que os Estados Unidos aumentaram as sanções sob o governo do presidente Donald Trump, destinadas a pressionar o presidente Nicolás Maduro a tomar medidas para eleições livres.

As negociações entre o governo de Maduro e seus oponentes políticos foram retomadas na Cidade do México no sábado, mediadas pela Noruega, depois de ficarem paralisadas por mais de um ano.

O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, saudou as negociações como "um passo importante para restaurar a democracia para os venezuelanos".

"Vamos esperar que as partes alcancem acordos duradouros que estabeleçam o rumo para eleições presidenciais livres e justas em 2024", disse ele no Twitter.

Maduro também postou uma declaração no Twitter, dizendo: "Sempre buscaremos o diálogo com toda a sociedade venezuelana. Continuamos a dar passos importantes para o bem-estar de nosso país".

Após o anúncio de um fundo administrado pela ONU, o Departamento do Tesouro dos EUA emitiu uma licença para a Chevron, a segunda maior empresa petrolífera dos EUA, para expandir as operações na Venezuela, permitindo-lhe importar petróleo bruto venezuelano para os Estados Unidos.

A delegação do governo foi liderada pelo líder do Congresso, Jorge Rodriguez, do Partido Socialista Unido (PSUV) da Venezuela, e o grupo de oposição foi chefiado pelo político Gerardo Blyde.

Maduro havia dito que o objetivo das negociações era recuperar os recursos "sequestrados" para investimento público: "Então veremos que outros assuntos podem ser discutidos".

Os fundos destinam-se a ajudar a estabilizar a rede elétrica do país, melhorar a infraestrutura educacional e lidar com o impacto das chuvas e inundações mortais deste ano.

Faz parte de uma ampla agenda que abrange as sanções dos Estados Unidos à Venezuela, as condições para as próximas eleições presidenciais e a situação de centenas de presos políticos - embora essas questões não sejam discutidas nesta rodada de negociações.

"Este acordo fornece o modelo de como mais progresso pode ser garantido", afirmou a União Europeia em um comunicado.

Mais de 7,1 milhões de venezuelanos deixaram seu país de acordo com estimativas da ONU este ano, muitos migrando para outros países latino-americanos ou para os Estados Unidos, enquanto a Venezuela luta contra a alta inflação e a escassez de alimentos e remédios. Mais da metade dos migrantes venezuelanos não tem acesso a três refeições por dia, mostraram estimativas da ONU.

Na Venezuela, uma pesquisa realizada por universidades locais este ano mostrou que cerca de 78% da população estava preocupada com a falta de alimentos, em comparação com 88% em 2021.

Alguns críticos venezuelanos e norte-americanos levantaram preocupações de que a injeção de liquidez poderia aumentar as credenciais de Maduro antes das eleições de 2024 no país.

Fonte: brasil247.com

Família Venezuelana pede ajuda comprar “comida e fraldas” em Tarauacá

 

Com a crise econômica vivenciada na Venezuela muitas famílias migraram pela a América do Sul. O Município de Tarauacá também está na rota dos venezuelanos.

Em Tarauacá, uma família Venezuelana pede ajuda para realizar uma ultrassonografia na Dona Amparo tem 62 anos, com várias comorbidades.

Uma família com sete pessoas estão precisando de comida e fraldas.

Alguém que tenha interesse em ajudar, pode entrar em contato através do número; 68-99954-3303, falar com Nazirlandia.

Por gilson amorim - extradoacre.com

Malafaia relaxa em resort no Nordeste após ameaçar que “Brasil vai pegar fogo”

O pastor postou vídeos confrontando o ministro Alexandre de Moraes e denunciando "ruptura institucional" no país, mas não aderiu aos protestos nos quartéis, preferindo relaxar em um resort em Pernambuco.

Relaxado.Pastor Silas Malafaia curte águas calmas em resort localizado no estado de Pernambuco.Créditos: Reprodução

Após confrontar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, dizendo que “Brasil vai pegar fogo” em vídeos postados durante a semana, nesta sexta (25) circula uma foto do pastor Silas Malafaia flagrado em águas bastante calmas em um resort no estado de Pernambuco.

Pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC), Malafaia publicou um vídeo em seu canal no YouTube nesta segunda (21) inflamando bolsonaristas, que seguem acampados e promovendo bloqueios ilegais de rodovias. Ainda que o líder político e religioso não tenha falado diretamente sobre acampamentos ou bloqueios, o tom indignado e o discurso repleto de palavras de ordem estimulam reação dos apoiadores do ainda presidente Jair Bolsonaro (PL).

Xeque-mate

No vídeo, Malafaia diz também que o presidente do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, deu um “xeque-mate” em Alexandre de Moraes e nos ministros do TSE, completando que se a reposta não fosse "consubstanciada" e não convencesse o povo, o Brasil iria “pegar fogo”.

“O TSE e o senhor Alexandre de Moraes são obrigados a responder. Só tem um detalhe: se a resposta não estiver consubstanciada, e der uma resposta que convença o povo, este país vai pegar fogo. Nós não vamos aceitar, porque a vontade soberana de um povo tem que se estabelecer”, disse Malafaia.

Longe dos quartéis

Falastrão, Malafaia é bastante virulento em suas palavras, mas não é visto nos quartéis ou em outros atos que questionam o resultado das eleições. O pastor disse na segunda (21) que iria “marcar posição dura” em relação à resposta do TSE, mas foi flagrado curtindo um merecido descanso no Nani Resort, em Pernambuco.

Em novo vídeo, publicado nesta quinta (23), Silas Malafaia chama Moares de "ditador da toga". Diz ainda que o presidente do TSE "acaba de concretizar uma ruptura institucional nesse país". Protestando contra a multa de mais de R$ 22 milhões imposta pelo presidente do TSE e reivindicando a fábula do artigo 142 da Constituição, o pastor diz que os demais ministros do STF estão fazendo "papel de Palhaço" e clama que seja paralisado o Congresso Nacional até que se vote o impeachment do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva. Nos segundos finais do vídeo, Malafaia questiona: "E vamos ficar quietos?". Bom, ao menos bastante relaxado ele aparenta estar.

Confira o novo vídeo, completo, a seguir:

Fonte: revistaforum.com.br

Lula só deve bater martelo sobre ministérios após aprovar PEC da Transição

O motivo é saber quais — e como — os partidos irão se empenhar para aprovar a proposta no Congresso Nacional

Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Reprodução)

247 - “Lula só deve fechar a configuração de seu ministério após a aprovação da PEC da Transição. O motivo é saber quais — e como — os partidos irão se empenhar para aprovar a proposta no Congresso Nacional”, informa o jornalista Guilherme Amado, em sua coluna no portal Metrópoles.

“A PEC abre espaço no Orçamento de 2023 para promessas de campanha do petista, como o Bolsa Família de R$ 600 mensais e aumento real do salário mínimo”, informa.

Amado ainda acrescenta que “o PT quer que o espaço se estenda até o fim do mandato de Lula, mas há resistência no Congresso e partidos têm usado a negociação para barganhar espaço no governo”.

Fonte: brasil247.com

Eduardo Moreira: mercado vai tocar terror contra Lula, mas é papo furado

Medidas necessárias do novo presidente causam chiadeira, mas não há perigo de fuga de capitais, afirma economista e ex-banqueiro; veja vídeo na íntegra

Lula e Eduardo Moreira (Foto: Divulgação)

Opera Mundi - Classificando-se como “um socialista convicto”, o economista e ex-banqueiro Eduardo Moreira defende que o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva deve tomar as medidas necessárias para reduzir as desigualdades no Brasil, sem dar atenção aos “chiliques do mercado”.

“Tem que tocar o barco fazendo o que tem que ser feito, e o mercado vai se ajustar. Vai ter uma chiadeira danada, mas no dia seguinte é vida que segue. Vão tocar o terror, mas é tudo papo furado. Não vai acontecer nenhuma fuga de capital”, afirmou em entrevista ao jornalista Breno Altman, no programa 20 MINUTOS desta segunda-feira (21/11).

Fundador do Instituto Conhecimento Liberta (ICL), plataforma online de cursos em diversos campos do conhecimento, Moreira compara o onipresente mercado com o "centrão" da política, um núcleo disposto a negociar com quem quer que esteja no poder, independentemente de inclinação ideológica.

“Os ricos, coronéis das cidades e dos estados que compõem aquele centrão, vão ter a luta de classes nas suas preferências, na moral que dizem praticar. Mas na relação institucional vão estar sempre junto com quem estiver no poder”, inicia, caracterizando o bloco político conhecido como Centrão. “O mercado financeiro é igualzinho. Estava com Jair Bolsonaro, Paulo Guedes era um deles, comprando subsidiárias da Petrobras. Quando Lula aparece como favorito nas pesquisas, pedem para sentar na mesa com ele para negociar. Alguns dão o primeiro passo para parecer mais amigos”, ironiza.

Ele aponta um traço peculiar do mercado brasileiro, o de aparentemente ser portador de sentimentos. Afirmando que não vê no horizonte nenhum movimento que indique alguma mudança estrutural na lógica perversa do mercado, Moreira interpreta o “nervosismo" exposto nos meios de comunicação diante de falas em que Lula afirma que vai privilegiar a responsabilidade social à fiscal como uma "disputa é por poder".

Moreira chama atenção para o modo como os seres humanos por trás do mercado tratam, por exemplo, as pessoas que são suas subordinadas. “Perguntam ‘você tem empregada doméstica?’, “a sua dorme?”. Ela é uma propriedade deles. Em várias casas do Brasil há mulheres que dormem em depósitos, muitas não têm nem uma janela, e estão à disposição da patroa das 6h da manhã às 11h da noite, de segunda a domingo. Tinha que haver uma lei proibindo isso”, disse.

Bancos privados

Afirmando que o sistema bancário brasileiro deveria ser 100% estatatizado, Moreira afirma que a chantagem será o instrumento de negociação do mercado com Lula, com os bancos à frente e a mídia oligopolizada como porta-voz.

À época do impeachment de Dilma Rousseff, Moreira integrava o mercado e gravou um vídeo defendendo a deposição da presidente, “para agradar meus sócios no banco”, como justifica hoje.

“Eu simplesmente não era engajado politicamente. Queria ganhar quanto dinheiro conseguisse no mercado. E no mercado existia uma crença de que se Dilma fosse impedida, o mercado ia melhorar, a Bolsa ia subir e a gente ia ganhar dinheiro. Minha participação era tão pobre e superficial quanto essa”, disse.

Fonte: brasil247.com

TARAUACÁ: CÂMARA DE VEREADORES APROVA LEI QUE CONCEDE AUXILIO ALIMENTAÇÃO A SEUS SERVIDORES.



Na Sessão Ordinária Semanal realizada no dia 22 de novembro, os vereadores aprovaram por unanimidade o Projeto de Lei Nº 002/2022 que promove alterações na Lei Municipal nº 1000, de 27 de dezembro de 2021, para que a câmara pague aos seus servidores, um Auxilio Alimentação no valor de R$300,00 (trezentos reais). 

A agora, Lei Nº 1029/2022, segue para sanção da prefeita Maria Lucinéia.

Com informações de https://www.tarauaca.ac.leg.br

TARAUACÁ: PREFEITA NÉIA VISITA OBRAS DO CAMELÓDROMO E ANUNCIA REFORMA NO MERCADO PÚBLICO


A Prefeita Maria Lucinéia visitou, na manhã da última quinta feira (24), o local onde está sendo reconstruído o camelódromo de Tarauacá. A   antiga estrutura de madeira está sendo substituída por alvenaria. 


"
As obras seguem bem avançadas, o que vai nos possibilitar entregar o equipamento à população muito em breve. Serão 12 boxes, que vão acomodar nossos trabalhadores ambulantes e camelôs. Os serviços acontecem em razão do envio de emenda parlamentar do deputado federal Jesus Sérgio. Em breve, o mercado municipal Domingos Leite vai passar por uma reforma", afirmou a prefeita.

TARAUACÁ: CHICO BATISTA X PEDRO CLAVER - DISPUTA PELA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA PROMETE SER ACIRRADA

O Vereador Pedro Cláver do PSD, decidiu disputar a eleição da presidência da Mesa Diretora da Câmara de Tarauacá, enfrentando o atual presidente Vereador Chico Batista do PDT. 

A eleição só acontece no final do mês de dezembro, porém, os debates e as articulações já estão bem avançados.  

G6 - Informações dão conta de que o Vereador Claver já conta apoio fechado de um grupo de 5 parlamentares, que somados ao seu voto garantiriam a sua vitória. 

Velho Chico - Do outro lado todos já conhecem o poder de articulação e a experiência do atual Presidente Chico Batista. 

Exame de DNA deve confirmar se corpo achado em igarapé é de acreano preso pela polícia boliviana


O Instituto de Identificação do Acre coletou material genético para saber se o corpo achado dentro do Igarapé Ina, na zona rural de Epitaciolândia, interior do Acre, no último dia 11, é do acreano Francisco Aparecido Oliveira Lima, de 21 anos. A polícia informou que o cadáver foi liberado para a família de Francisco Lima. […] ler mais

quinta-feira, 24 de novembro de 2022

Brasil estreia hoje no Catar em busca do hexa

O Brasil enfrenta a Sérvia no estádio Lusail, às 16h, no horário de Brasília
24 de novembro de 2022, 04:13 h Atualizado em 24 de novembro de 2022, 05:49

Seleção Brasileira de Futebol que vai disputar a Copa do Mundo do Catar 2022 (Foto: Ag. Brasil)

247 - A Copa do Catar começa para o Brasil com o duelo desta quinta-feira (24), contra a Sérvia, pelo Grupo G, às 16h (horário de Brasília).

Dos 26 jogadores selecionados para a Copa de 2022, 16 são estreantes. O grupo de estreantes reúne jogadores experientes e bem conhecidos no futebol nacional, como o meio-campista Éverton Ribeiro (Flamengo) e o goleiro Weverton (Palmeiras), ambos com extensa experiência profissional.

Boa parte do elenco, no entanto, foi revelada por times brasileiros e deixou o país logo após completar 18 anos, para atuar em clubes europeus, como ocorreu com Vinícius Júnior e Rodrygo (ambos do Real Madrid) e Fabinho (Liverpoool).

Em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (23), o treinador Tite disse que a Seleção não tem problemas em lidar com a pressão por ser considerado favorito para conquistar pela 6ª vez o título de campeão mundial. "A pressão é inevitável", disse o treinador.

O Brasil conquistou a Copa do Mundo cinco vezes e Tite disse que não é sua a responsabilidade o fato de que o Brasil não vence o torneio há 20 anos.

Tite ainda não revelou a escalação da equipe para a estreia. Mas é dado como certo que Vini Jr. e Raphinha devem compor o ataque ao lado do camisa 10 Neymar.

Fonte: brasil247.com

quarta-feira, 23 de novembro de 2022

Feijó: Morre o ex vereador Gerranio Aguiar.


Nosso blog hoje externa profundo pesar pela morte do amigo Gerrânio Aguiar, ocorrida hoje, 26 de novembro.

Gerrânio foi Vereador no município de Feijó, e deixa um grande legado. 

Que Deus conforte sua família e amigos.

Centro de diagnóstico da família



Mourão diz que tentativa da coligação de Bolsonaro de contestar eleição não vai prosperar

Mourão disse, ainda, que cabe a Bolsonaro, como presidente, entregar a faixa presidencial a Lula na cerimônia de posse do dia 1º de janeiro
23 de novembro de 2022, 18:44 h Atualizado em 23 de novembro de 2022, 18:44

vice-presidente da República, Hamilton Mourão 23/05/2022 (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

LISBOA (Reuters) - O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta quarta-feira (23) que a tentativa de Jair Bolsonaro de contestar a eleição perdida no mês passado provavelmente não terá sucesso, mas argumentou que é necessária mais transparência no processo eleitoral brasileiro.

A coligação de Bolsonaro protocolou uma representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na terça-feira alegando que teria havido falha no funcionamento de urnas anteriores a 2020, pedindo, ainda, que os votos registrados por esses equipamentos sejam anulados, o que reverteria o resultado das eleições que concedeu a vitória a Luiz Inácio Lula da Silva.

Parece improvável que o processo avance, já que a vitória de Lula foi ratificada pelo TSE e reconhecida pelos principais políticos brasileiros e aliados internacionais. Ainda assim, ela pode abastecer um movimento de protestos pequeno, porém persistente, que até agora se recusou a aceitar os resultados eleitorais.

Falando a repórteres no último dia de uma visita oficial a Lisboa, Mourão disse acreditar que a reclamação de Bolsonaro “não vai prosperar”, acrescentando: “Acho que é uma questão que vamos ter de resolver adiante”.

Mas Mourão também criticou o TSE, alegando que as "respostas lacônicas" do tribunal não são suficientes.

"Há uma parcela da nossa sociedade que considera que o processo (eleitoral) tem problemas", disse Mourão. "Eu, da minha parte, vejo que nós precisamos de mais transparência nesse processo."

Bolsonaro há anos afirma que o sistema de votação eletrônica do país é passível de fraude, sem fornecer evidências substanciais. Desde a implantação das urnas eletrônicas, em 1996, nunca houve registro de fraude nas eleições.

Bolsonaro permaneceu em silêncio público por quase 48 horas após o resultado oficial da eleição em 30 de outubro, e ainda não admitiu a derrota, embora tenha autorizado seu governo a participar da transição.

Mourão disse que cabe a Bolsonaro, como presidente, entregar a faixa presidencial a Lula na cerimônia de posse do dia 1º de janeiro. "Independentemente do processo, independentemente de se gostar ou não da pessoa".

Fonte: brasil247.com

Tarauacá: Sinteac realiza campanha “SEJA SOLIDÁRIO”, doe alimentos, roupas, brinquedos, utensílios (novos ou usados).

Em comemoração as festividades do BINGÃO do Sinteac que acontece todos os anos e pela passagem do natal.

O Sinteac de Tarauacá resolveu ampliar a campanha de arrecadação de alimentos que outrora realiza todos os anos, e concomitante a este, iniciou uma campanha de arrecadação de alimentos, roupas, calçados, colchões, cama, utensílios e brinquedos “novos ou usados” que irão ser distribuídos durante o período natalino as crianças e adultos que se encontram passando por necessidades.

A campanha é promovida pelo Sinteac de Tarauacá juntamente com os trabalhadores em educação, e serão recebidas até o dia 24 dezembro de 2022. Os interessados poderão deixar as roupas e brinquedos na sede do Sinteac de Tarauacá.

Para maiores informações, entrar em contato pelos telefones 992012312 / 999874410. (Lauro e Roneida).

Valdemar da Costa Neto disse no STF que ação do PL contra urnas é "jogo de cena" para agradar Bolsonaro

Confissão teria sido feita pelo próprio presidente do PL em reunião com Gilmar Mendes um dia antes da entrega da ação, que pede cancelamento de parte dos votos para dar vitória a Bolsonaro.

Valdemar Costa Neto e Jair Bolsonaro.Créditos: Presidência da República

A tentativa pífia do PL de pedir anulação de parte dos votos do segundo turno em uma representação ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), dando a vitória ao candidato do partido, Jair Bolsonaro (PL), é apenas um "jogo de cena" para agradar o presidente.

A confissão teria sido feita pelo próprio presidente do PL, Valdemar Costa Neto, ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, em conversa na segunda-feira (21), um dia antes da sigla entrar com a representação na corte eleitoral.

Segundo reportagem de Carla Araújo e Juliana Dal no portal Uol nesta quarta-feira (23), Valdemar se justificou para Gilmar Mendes dizendo que a representação é apenas para agradar Bolsonaro, que segue inconformado com a derrota para Lula.

Valdemar teria afirmado que sabe que dificilmente o caso vai prosperar na Justiça, mas resolveu fazer a representação para encampar o discurso de que "tentou reverter a injustiça sofrida por Bolsonaro".

Nem mesmo o entorno político de Bolsonaro, segundo a reportagem, acredita que a ação do PL terá algum efeito, além de reforçar o discurso do presidente derrotado junto a apoiadores radicais de que é vítima do "sistema".

Moraes enquadra PL e Bolsonaro.

Presidente do TSE, Alexandre de Moraes determinou que o PL entregue em 24 horas também o número de urnas que deveriam ter os votos anulados no primeiro turno, já que os aparelhos foram os mesmos usados no segundo turno.

O problema é que se o partido questionar a lisura da primeira etapa da eleição, os votos de Bolsonaro e de todos os parlamentares e governadores da sigla estarão sob suspeita, o que eventualmente poderia fazê-los perder os mandatos.

O PL fez dois governadores e tem a maior bancada da Câmara, com 98 deputados federais, além de eleger oito senadores para os 27 assentos disponíveis no pleito deste ano.

De acordo com Moraes, “se as urnas a serem anuladas também no primeiro turno” não foram apontadas até quarta-feira (23), a petição apresentada pelo partido de Bolsonaro “será indeferida”, ou seja, recusada.

Por https://revistaforum.com.br/

Gladson Cameli é o governador mais bem pago do País, mostra levantamento do Estadão

 

Governador do Estado do Acre, Gladson Cameli (Foto: Diego Gurgel/Secom).

Um levantamento elaborado pelo jornal O Estado de São Paulo mostra que o governador Gladson Cameli tem o maior salário entre os governadores pesquisados. Gladson tem uma remuneração de R$ 35.882,22.

Sergipe é o segundo no ranking e pagará ao governador eleito Fábio Metidieri (PSD) o equivalente a R$ 35.462,22. Outro que terá um salário de R$ 34.070,00 é Wilson Lima, do Amazonas.

O governador Romeu Zema, reeleito governador de Minas Gerais, tem o menor salário entre os mandatários de estados da federação. Zema recebe R$ 10.500,00, conforme publicação do jornal paulistano.

Veja o ranking

Acre
R$ 35.882,22

Alagoas
R$ 20.393,64

Amapá
R$ 24.376,88

Amazonas
R$ 34.070,00

Bahia
R$ 23.516,60

Ceará
R$ 19.498,66

Distrito Federal
R$ 24.089,55

Espírito Santo
R$ 23.803,68

Goiás
R$ 27.840,44

Maranhão
R$15.384,89

Minas Gerais
R$ 10.500,00

Mato Grosso
R$ 27.885,34

Mato Grosso do Sul
R$ 25.978,89

Pará
R$ 30.386,70

Paraná
R$ 33.763,00

Paraíba
R$ 23.500,82

Piauí
R$17.985,00

Rio Grande do Sul
R$ 25.332,25

Rio de Janeiro
R$ 21.868,14

Roraima
R$ 30.900,00

Santa Catarina
R$ 15.000

São Paulo
R$ 23.048,59 (valor sem reajuste)

Sergipe
R$ 35.462,22

Tocantins
R$ 24.117,00

Os estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte e Rondônia não disponibilizam os dados no Portal da Transparência, de acordo com o Estadão.

 

Ao jornal Extra do Acre ex-prefeito, Élson Farias diz que pré-candidato a prefeito de Jordão sairá de uma frente ampla



A reportagem do jornal Extra do Acre teve uma conversa na tarde desta segunda-feira, 21, com ex-prefeito de Jordão Élson Farias. Élson foi prefeito por dois mandato em Jordão e é considerado por todos como uns dos melhores gestores que passou pelo executivo. Sua gestão deixou um legado, que foi as construções de várias escolas na zona rural e além da Copa São Sebastião.

Questionado se ele poderia ser o pré-candidato a prefeito em 2024 e como sempre em sua fala sereno e calmo nas respostas.

Por extradoacre.com.br
“Hoje fazemos parte de uma federação e estamos conversando com todos e inclusive o MDB e desse grupo vamos escolher e deixo claro que não tenho pretensões de disputar o cargo, quero cuidar das minhas coisas, mais irei ajudar no processo de escolha”, disse Farias.

terça-feira, 22 de novembro de 2022

Morre Erasmo Carlos, um dos ícones da Jovem Guarda e da MPB


No início do mês, o artista ficou 16 dias internado
22 de novembro de 2022, 13:15 h Atualizado em 22 de novembro de 2022, 13:47

Erasmo Carlos (Foto: Reprodução/Instagram | Guto Costa/Divulgação)

247 - Morreu nesta terça-feira (22), aos 81 anos, o cantor e compositor Erasmo Carlos, um dos ícones da Jovem Guarda e da MPB, informa Guilherme Amado, do Metrópoles.

Ele foi internado nesta manhã, às pressas, no hospital Barra D'or, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Segundo a TV Globo, o artista precisou inclusive ser intubado.

"A esposa de Erasmo Carlos, Fernanda, estava ao lado do cantor na hora da morte. A causa da morte ainda não foi divulgada", diz a reportagem.

No início deste mês, o artista passou 16 dias no mesmo hospital para realizar exames e tratar uma síndrome edemigênica.
 

Por brasil247.com

Repórter da Globo detona roupa de Deborah Secco em programa da Copa: “Pra quê?”

“Sensualização pra comentar futebol não empodera mulher nenhuma", diz
22 de novembro de 2022, 07:33 h Atualizado em 22 de novembro de 2022, 07:41

deborah-secco (Foto: Reprodução/Instagram)

247 - visual de Deborah Secco para comentar a Copa do Mundo na TV Globo chamou a atenção de muitas pessoas e levantou discussões. A repórter Flávia Jannuzzi, da mesma emissora, se manifestou nas redes sociais e detonou a roupa usada pela atriz. As informações são da Istoé.

A artista usou, na estreia da atração, uma camisa azul da Globo transformada em cropped, além de uma calça cáqui que deixava a tanga à mostra. Jannuzzi, porém, não gostou muito do que viu.

“Pra quê? Eri, ajuda aqui!”, escreveu a repórter na legenda ainda marcando o ator Eri Johnson para também comentar a escolha da roupa.

“Aí, bora cortar a blusinha pra distrair a galera, né? Só Jesus” e “Sensualização pra comentar futebol não empodera mulher nenhuma. Podem me massacrar aqui. Achei uó!” foram outros comentários feitos pela jornalista ao responder comentários.

Fonte: https://www.brasil247.com/

Governo do Acre antecipa pagamento de servidores inativos para o dia 25 e de ativos para o dia 28



O governo do Acre, por meio das secretarias de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e da Fazenda (Sefaz), antecipa para sexta-feira, 25, o pagamento, referente ao mês de novembro, dos aposentados e pensionistas e para a segunda-feira, 28, o dos servidores públicos ativos.

De acordo com o calendário anual de pagamentos, divulgado no dia 11 de janeiro, o pagamento correspondente a novembro só estaria disponível em conta no dia 30. Com o adiantamento, serão contemplados 51.886 servidores ativos e inativos, com proventos que somam montante superior a R$318,8 milhões, que entram em circulação na economia local.

Para mais informações, os servidores podem acessar a versão digital do contracheque, por meio do endereço eletrônico https://contracheque.ac.gov.br/login.

segunda-feira, 21 de novembro de 2022

Geison Daniel é cotado para o Núcleo de Educação da SEE de Jordão

 

O servidor de carreira do Governo do Estado, Geison Daniel, professor efetivo da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE) vem sendo cotado segundo informações de bastidores a ocupar o cargo de coordenador do Núcleo de Educação de Jordão, município localizado no interior do Acre.

Formado em matemática, o professor é uma pessoa respeitada entre os seus pares e tem admiração por onde passou e é visto nos bastidores como uma pessoa que também sabe fazer gestão pública.

Por gilson amorim

Com Manoel cotada para vice, Cláver compartilha imagem da futura chapa para disputa da Presidência da Câmara de Tarauacá

 

O vereador Pedro Cláver (PSD) compartilhou nesta segunda-feira, 21, uma foto nas redes sociais que mostra o desenho da composição da chapa pela a disputa da Presidência da Câmara de Vereadores de Tarauacá.

Na imagem, Cláver disputa a presidência da casa legislativa com a vereadora Gleciane Silva que vem sendo cotada para a 1º secretaria, com Manoel Monteiro (PCdoB) para a vaga de vice-presidente da chapa. As informações foram repassadas pelo próprio vereador Pedro Cláver do PSD na tarde desta segunda.

A chapa governista pode vir com a candidatura à reeleição do atual presidente Chico Batista, com mudanças na composição da mesa diretora.