quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024

Rio Branco está entre as seis capitais deram início à vacinação contra a dengue em crianças



Agência Brasil 16 Fevereiro 2024

A vacinação contra a dengue já começou em pelo menos seis dos dez estados selecionados pelo Ministério da Saúde para receberem o lote inicial de 712 mil doses. A distribuição das vacinas contra a dengue para 315 municípios iniciou no dia 8 de fevereiro.

Segundo levantamento da Agência Brasil, a vacinação foi iniciada no Distrito Federal e em Goiás, duas das regiões com maiores índices de contaminação, e também nas capitais Campo Grande (MS), Salvador (BA), São Luís (MA) e Rio Branco (AC). Em Natal (RN) e João Pessoa (PB), a previsão de início da vacinação é na próxima segunda-feira (19). Os estados de São Paulo e Amazonas ainda não têm data para começar a imunização.

O Ministério da Saúde selecionou dez estados para dar início à imunização de crianças de 10 a 11 anos. O primeiro lote contemplará 315 municípios que atendem aos critérios definidos pelo Ministério da Saúde em conjunto com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

Essa remessa atende a 60% do total de 521 municípios selecionados. A previsão é que as demais cidades recebam as doses até a primeira quinzena de março.

Acre

A prefeitura de Rio Branco (AC) também começou a vacinar crianças e adolescentes de 10 a 11 anos nesta sexta-feira (16). Foram disponibilizadas 11,5 mil doses do imunizante para a capital. O Acre recebeu 17.810 doses da vacina que vão ser distribuídas entre 11 municípios: Acrelândia, Bujari, Capixaba, Jordão, Manoel Urbano, Plácido de Castro, Porto Acre, Rio Branco, Santa Rosa do Purus, Sena Madureira e Senador Guiomard.
Distrito Federal

O Distrito Federal foi a primeira unidade da federação a dar início à campanha de vacinação contra a dengue pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Nos primeiros sete dias de campanha, foram imunizadas 15.675 crianças de 10 e 11 anos contra a doença.
Goiás

O estado de Goiás iniciou nesta quinta-feira (15) a vacinação contra a dengue de crianças com 10 e 11 anos. Mais de 151 mil doses foram distribuídas para 51 cidades selecionadas pelo Ministério da Saúde. Na quinta-feira (15), a Secretaria de Saúde começou a distribuir as vacinas para as cidades de Abadiânia, Alexânia, Águas Lindas de Goiás, Cidade Ocidental, Cristalina, Luziânia, Novo Gama, Santo Antônio do Descoberto e Valparaíso de Goiás, Formosa e Planaltina de Goiás.
Mato Grosso do Sul

Em Campo Grande (MS), o imunizante já está disponível em mais de 50 unidades básicas e de saúde da família espalhadas pelas sete regiões urbanas do município. Em menos de uma semana de campanha, a cidade ultrapassou a marca de 1 mil crianças de 10 a 11 anos vacinadas contra a dengue. A primeira remessa de vacinas chegou ao município no último sábado, com 24.639 doses. O governo do Mato Grosso do Sul recebeu do Ministério da Saúde 69.570 doses de vacina contra a dengue e começou a distribuição para atender 76 municípios do estado.
Bahia

Salvador iniciou a vacinação contra a dengue nesta quinta-feira (15) em 30 postos de saúde. A Secretaria Municipal da Saúde recebeu o primeiro lote da vacina com 56.493 doses. O estado da Bahia recebeu as primeiras remessas da vacina com 70.368 mil doses que serão destinadas aos municípios de Salvador, Lauro de Freitas, Vera Cruz, Madre de Deus, São Francisco do Conde, Itaparica, Candeias, Santo Amaro, São Sebastião do Passé e Saubara. Outras 32.290 doses foram destinadas para os municípios da região de Feira de Santana e 17.450 para os municípios da região de Camaçari.
Maranhão

São Luís (MA) iniciou nesta sexta-feira (16) a campanha de vacinação contra a dengue. Nesta primeira etapa, a vacina será ofertada nas Unidades Saúde na Hora e, a partir da segunda-feira (19), as doses estarão disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde, Ambulatório de Especialidades Médicas Dr. Paulo Ramos e na APAE. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, além da capital, outros quatro municípios prioritários realizarão, nesta fase, a aplicação da primeira dose da vacina contra a dengue, entre crianças de 10 a 11 anos: São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa e Alcântara. Ao todo, foram encaminhadas ao Maranhão 40.610 doses.
Rio Grande do Norte

Em Natal (RN), a imunização deve começar na próxima segunda-feira (19). O primeiro lote da vacina, com 45.190 doses, chegou ao estado na última quinta-feira (15). Na primeira fase da campanha, serão imunizados jovens de 10 a 11 anos de 19 cidades. Os municípios contemplados no estado são: Natal, São Gonçalo do Amarante, Macaíba, Extremoz e Parnamirim, na Região Metropolitana; Mossoró, Baraúna, Apodi, Upanema, Tibau, Governador Dix-sept Rosado, Felipe Guerra, Caraúbas, Serra do Mel, Areia Branca, Messias Targino, Grossos, Janduís e Campo Grande, no Oeste Potiguar.
Paraíba

Em João Pessoa (PB), a vacinação contra a dengue começa na próxima segunda-feira (19). A secretaria estadual de saúde distribuiu as 37.040 doses da vacina Qdenga para os 14 municípios, que iniciarão a operacionalização da vacinação no público-alvo. A maioria dos municípios iniciará a vacinação a partir da próxima segunda-feira (19). Cada município tem autonomia para definir o calendário de imunização e as estratégias que serão utilizadas para vacinar o público-alvo. Além de João Pessoa, vão iniciar a vacinação as cidades de Santa Rita, Cabedelo, Bayeux, Conde, Caaporã, Sapé, Alhandra, Pitimbu, Cruz do Espírito Santo, Lucena, Mari, Riachão do Poço e Sobrado.
São Paulo

Em São Paulo, ainda não há previsão para o início da vacinação. A Secretaria de Estado da Saúde enviou 79,4 mil doses de vacina contra a dengue ao Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE) de Mogi das Cruzes nesta quinta-feira (15) para que sejam distribuídas aos 11 municípios do Alto Tietê, previamente definidos pelo Ministério da Saúde: Guarulhos, Suzano, Guararema, Itaquaquecetuba, Ferraz de Vasconcelos, Mogi das Cruzes, Poá, Arujá, Santa Isabel, Biritiba-Mirim e para Salesópolis. A aplicação da vacina seguirá calendário e estratégia dos próprios municípios.
Amazonas

O Amazonas recebeu 78.760 doses da vacina contra a dengue enviadas pelo Ministério da Saúde. A vacina contra a dengue será destinada a 12 municípios do estado: Manaus, Iranduba, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Barcelos, São Gabriel da Cachoeira, Careiro, Nova Olinda do Norte, Manaquiri, Santa Isabel do Rio Negro, Autazes e Careiro da Várzea.

Por noticiasdahora.com.br

TARAUACÁ: SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA, INTENSIFICA PROGRAMA DE AÇUDAGEM PARA COMUNIDADE DO JOACÍ



Uma equipe da Secretaria Municipal de Agricultura, sob o comando do Secretário Narcélio Bayma, está realizando serviços de açudagem para dezenas de famílias que vivem na região do antigo seringal Joaci.

A prefeita Neia acompanhou uma das etapas do serviço e manifestou alegria pelo que presenciou. "A construção desses açudes representa um sonho da população que está se tornando realidade. Vamos avançar ainda mais", disse.


Para o Secretário Narcélio Bayma, o programa é uma ação inédita da prefeitura. "Só quem tem compromisso com a população ribeirinha é capaz de deslocar uma máquina para realizar o trabalho nessa região. O equipamento passou vinte dias para chegar aqui na comunidade. A ideia é que todos os moradores possam criar peixes para sua alimentação e, consequentemente, para levar para o povo da cidade, para ser comercializado na Feira do Peixe", declarou o secretário.

Blog do Accioly
Com informações de
tarauacá.ac.gov.br

ACRE: Governo anuncia pagamento de fevereiro para este sábado, 24



O governo do Acre, por meio da Secretaria de Administração (Sead) e da Secretaria de Fazenda (Sefaz), divulgou nesta terça-feira, 20, que o pagamento referente ao mês de fevereiro para inativos, pensionistas e ativos está marcado para a segunda-feira, 26, com crédito em conta para aqueles que recebem pelo Banco do Brasil no sábado, 24.

A ação contemplará 54.021 servidores, englobando ativos, aposentados e pensionistas. O montante destinado a esses profissionais atinge a marca de R$ 367.130.395,23, demonstrando o compromisso do governo com o funcionalismo público.

O secretário de Administração, Paulo Roberto Correia, destacou a relevância desse anúncio, ressaltando que “o governo está empenhado em garantir que seus servidores recebam seus vencimentos de forma pontual ou antecipada, reconhecendo o papel crucial desempenhado por eles no serviço público”.

Correia enfatizou a importância de proporcionar agilidade e previsibilidade aos servidores, reforçando o compromisso do governo em garantir condições favoráveis para o funcionalismo estadual.

(Agência/Acre)

BRASIL: Senado aprova fim da “saidinha” de presos - Projeto terá de analisado novamente pela Câmara dos Deputados



O Senado aprovou nesta terça-feira (20) o projeto de lei que acaba com as saídas temporárias de presos em feriados e datas comemorativas, mas mantém a autorização para que detentos em regime semiaberto possam estudar fora da prisão. Como os senadores fizeram mudanças, a proposta será analisada novamente pela Câmara dos Deputados, que aprovou o projeto em 2022.

A proposta foi aprovada por 62 votos favoráveis e dois contrários - dos senadores Cid Gomes (PSB-CE) e Rogério Carvalho (PT-SE).

A legislação atual prevê a saída temporária, conhecida como “saidinha”, para condenados no regime semiaberto. Eles podem deixar a prisão cinco vezes ao ano para visitar a família em feriados, estudar fora ou participar de atividades de ressocialização.

Segundo o relator da proposta no Senado, Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o projeto de lei aprovado hoje busca extinguir a saída temporária em vista dos recorrentes casos de presos detidos que cometem infrações penais durante o gozo desse benefício. “Ao permitir que presos ainda não reintegrados ao convívio social se beneficiem da saída temporária, o Poder Público coloca toda a população em risco”, argumentou.

A proposta aprovada também prevê a realização de exame criminológico para permitir a progressão de regime de condenados. De acordo com o texto, um apenado só terá direito ao benefício se “ostentar boa conduta carcerária, comprovada pelo diretor do estabelecimento e pelos resultados do exame criminológico”.

“O exame é uma junta médica em que um conjunto de médicos, psiquiatras, psicólogos e assistentes sociais vai determinar de forma técnica a capacidade dessa pessoa ter direito a progressão de regime ou livramento condicional”, explicou o senador.

Por emenda apresentada pelo senador Sergio Moro (União Brasil-PR) na Comissão de Segurança Pública, fica permitida a saída de presos para frequência a curso profissionalizante, de ensino médio ou superior. Não se enquadram nessa permissão os presos que praticaram crime hediondo ou crime praticado com violência ou grave ameaça contra a pessoa.

O projeto estabelece regras para a monitoração de presos com o uso de tornozeleira eletrônica. Segundo a proposição, o juiz pode determinar a fiscalização eletrônica como requisito para o cumprimento de penas do regime aberto e semiaberto e de presos com restrição de circulação pública e para estabelecer o livramento condicional.

A legislação será chamada de “Lei Sargento PM Dias”, em homenagem ao policial militar de Minas Gerais que foi morto em janeiro deste ano durante uma perseguição na capital mineira. O autor do crime era um beneficiário da saída temporária.

Governo

O líder do governo no Senado, Jaques Wagner (PT-BA), liberou a bancada do governo para votar. Segundo ele, não há ainda nenhuma posição firmada pelo governo sobre a possibilidade de vetar a proposta.

O líder do PT no senado, Fabiano Contarato (PT-ES), se manifestou favorável ao texto-base do projeto e também liberou a bancada para a votação. Ele disse ser contra a saída temporária de presos.
Ressocialização

Especialistas ouvidos pela Agência Brasil avaliam que a extinção do benefício não tem relação com a queda na criminalidade.

O secretário Nacional de Políticas Penais (Senappen), Rafael Velasco, lembra que o cumprimento do benefício da saída temporária não é uma exclusividade do Brasil, que existe em todo o mundo, e que é absolutamente necessário para a retomada da vida fora da prisão após cumprimento da pena.

“É um benefício humanitário, ele serve para reintegração social progressiva do preso, serve dentro dos processos de ressocialização dele, uma aproximação tanto familiar quanto social”, ressalta o secretário.

A diretora-executiva do Instituto de Defesa do Direito de Defesa (IDDD), Marina Dias, avalia que a saída temporária é extremamente importante para o processo de ressocialização, de retomada da vida daquela pessoa que está já cumprindo a pena, mas já está num processo de término da pena, justamente para retomar os seus vínculos na comunidade e com seus familiares.

As pessoas encarceradas que têm direito à saída temporária são aquelas que estão no regime semiaberto, ou seja, que já podem deixar o presídio em algum momento para trabalhar, estudar ou para atividades que possam contribuir para sua reintegração social.

Por Sabrina Craide - Repórter da Agência Brasil - Brasília
Edição: Carolina Pimentel
Por blog do acciolytk

terça-feira, 20 de fevereiro de 2024

COLUNA DO EVANDRO Corrida dos pré-candidatos a prefeito da capital agora é por vice evangélico e, de preferência, mulher


Terminou o Carnaval. Agora sim, o Brasil volta ao trabalho e as eleições municipais entram na pauta principal. No Acre o assunto, a partir desta segunda-feira, 19, não será outro senão a eleição para prefeito e vereadores. Na capital, especificamente, a corrida dos pré-candidatos é por alianças, mas também pela composição de suas chapas. Cada um vislumbra o vice que seja o mais competitivo possível. E parece ter um perfil ideal para todos eles, principalmente pelo grande exemplo que vice-governadora do Acre, Mailza Assis (PP), vem dando: que seja uma mulher e, de preferência, evangélica. Todos eles flertaram com esse perfil mesmo antes do Carnaval. Marcos Alexandre, do MDB, se comunicou com um membro da Assembléia de Deus em relação ao assunto, Alysson também caminhou nessa direção, assim como Bocalom. Os evangélicos são mais de metade da população e isso mais que justifica. Como diz o publicitário Wagner Lucena, podemos apagar tudo o que foi dito antes do Carnaval. O que vai valer é a partir de hoje. Ele se refere, também, a pesquisas eleitorais, que também já estão na agulha. O certo é que agora a onça começa a beber água, quente ou fria.

Boa apresentação
Gilson da Funerária, pré-candidato a prefeito do Quinari, recorreu a profissionais do marketing para se apresentar aos moradores de seu município, mesmo sendo bastante conhecido por ter sido prefeito. O vídeo está muito bem feito.

Já sabiam
Quem votou no Lula (PT) fez sabendo quais as pautas que ele defende. Portanto, nenhuma novidade em ele relativizar o Holocausto.

Humildade
O governador Gladson Cameli (PP) foi humilde na televisão (TV Gazeta) e na reunião com seus secretários ao pedir que quem for seu amigo “dê uma oportunidade ao Alysson Bestene”, o pré-candidato do PP à prefeitura de Rio Branco.

Reação rápida
Com o pedido humilde do governador, não poderia se esperar outra reação. Tudo o quanto é secretário começa a envolver Alysson em suas pautas.

Bittar e Bocalom
Márcio Bittar (UB) confirma a vinda de Bolsonaro e Michelle dia 21 de março a Rio Branco e que o casal fica dois dias por aqui, mas não confirma sua filiação ao PL, nem a do prefeito Tião Bocalom (PP). “Calma!”, disse.

Tem lado
Com seu posicionamento político muito bem definido, o deputado federal Ulysses Araújo (UB) foi um dos primeiros a se manifestar em Brasília sobre a desastrosa declaração de Lula sobre Israel. Ulysses, inclusive, é um dos entusiastas do impiecment proposto hoje cedo pela oposição.

Diálogo com o PSB
Assessoria do pré-candidato a prefeito Alysson Bestene (PP) informa que está sendo aberto um diálogo com o ex-deputado Jenilson Leite, principal figura do PSB em Rio Branco.

‘Doce problema’
Ex-Arena e depois PDS, o hoje PP tem um ‘doce’ problema para resolver no município de Brasiléia. Será muita liderança de alto nível juntas com a chegada do grupo da prefeita Fernanda Hassem. Se chegarem a um acordo, o MDB não vê nem a cor da chita 3M outubro.

Cautela e caldo
Mesmo favorito, o prefeito de Plácido de Castro, Camilo da Silva (PP), quer evitar oba-oba. Pede cautela porque o clima no município é sempre quente e ele prefere não relaxar.

TARAUACÁ: Professora Janaina Furtado acompanha de perto início do ano letivo nas Escolas de Ensino Médio



Na manhã desta segunda-feira (19), os alunos e professores das escolas estaduais de ensino médio, João Ribeiro (ensino regular) e Djalma da Batista (integral) iniciaram o ano letivo de 2024. A coordenadora do Núcleo Estadual de Educação, Janaína Furtado, visitou as unidades escolares.


De acordo com Janaína Furtado suas visitas às escolas foram para acompanhar toda a logística de início do ano letivo para mais de 1.360 estudantes. “Nossa Secretaria de Educação elaborou essa nova estratégia do início das aulas em duas etapas visando facilitar o fluxo no trânsito, uma vez que a entrada e saída dos alunos das escolas impacta no funcionamento das cidades, especialmente a capital”, relatou.


Por Gilson Amorim
Extradoacre

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2024

TARAUACÁ: ANO LETIVO DA REDE ESTADUAL INICIA NESTA SEGUNDA FEIRA (19) PARA ALUNOS DO ENSINO MÉDIO



Alunos do ensino médio da rede estadual de ensino do Acre voltam às aulas nesta segunda feira, 19 de fevereiro. Ja os estudantes matriculados no ensino fundamental, o início está marcado para a semana seguinte, no dia 26 do mesmo mês, incluindo aí os alunos da educação no campo.

A informação foi repassada pela Coordenadora do Núcleo da SEE em Tarauacá, professora Janaina Furtado. "Nossa Secretaria de Educação elaborou essa nova estratégia do início das aulas em duas etapas visando facilitar o fluxo no trânsito, uma vez que a entrada e saída dos alunos das escolas impacta no funcionamento das cidades, especialmente a capital", relarou Janaina.

Djalma Batista e João Ribeiro, em Tarauacá (Zona Urbana), são as duas as escolas de ensino medio que retornarão às aulas nesta segunda feira.

(Assessoria/Nucleo/SEE/Tarauacá)

Com Alan Rick e Roberto Duarte, Zé Filho lança pré-candidatura em Tarauacá



Acontecerá na próxima sexta-feira (23), o lançamento da pré-candidatura a prefeito de Tarauacá do empresário Zé Filho, no Swing Club. O evento contará com as presenças do senador Alan Rick e deputado federal Roberto Duarte.

O anúncio do lançamento da pré-candidatura de Zé Filho foi recebido com entusiasmo e expectativas para as eleições municipais que se aproximam.

Zé Filho, empresário conhecido na região, apresentou-se como representante do setor do Agronegócio, ressaltando sua crença no potencial desse segmento para impulsionar o crescimento econômico do município.

Por extradoacre.com.br

Pré-candidato a prefeito Rodrigo Damasceno ouve Comunidade Indígena Igarapé do Caucho para montar seu Plano de Governo


Durante o sábado (17), o pré-candidato a prefeito Rodrigo Damasceno (PP) participou de um encontro na Comunidade Indígena Igarapé do Caucho em Tarauacá e teve como objetivo criar e organizar seu Plano de Governo.

Durante a reunião, Rodrigo Damasceno relembrou que quando foi prefeito, na sua gestão, foram construídas cerca de 109 casas do Programa Nacional de Habitação Rural – PNHR na Aldeia do Caucho.


De acordo com Damasceno, ele irá ouvir todas as comunidades para montar seu Plano de Governo participativo.

“Temos muitos desafios pela frente e escutar as comunidades e saber o que mais precisa e pensando em quem mais precisa das políticas públicas”, disse.

Por extradoacre.com.br

domingo, 18 de fevereiro de 2024

Governo deve repassar 37,2 milhões do salário-educação em 2024



Os valores do salário-educação são depositados de forma automática sem que haja necessidade que a secretaria de educação faça adesão ou celebre convênio para liberação do recurso

Este ano de 2024, a Receita Federal espera apurar mais de R$ 19 trilhões com a contribuição social feita por empresas vinculadas à Previdência Social. Desse total, pouco mais de R$ 37,2 milhões serão distribuídos aos estados, Distrito Federal (DF) e aos municípios, na forma de salário-educação, para a suplementação das despesas públicas no setor.

Os critérios e valores da distribuição da quota que cabe a cada ente federado, foram divulgados, nesta quarta-feira (14), pelo Ministério da Educação (MEC) em uma portaria publicada no Diário Oficial da União. De acordo com o texto, o cálculo da quota estadual e municipal, obedece o previsto em lei, e corresponde a dois terços de 90% da arrecadação líquida apurada. A quota federal corresponde ao terceiro terço desse percentual e os 10% restantes é direcionado ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

O Censo Escolar é usado como parâmetro para fatiar a quota que cabe aos entes federados e as unidades recebem conforme a divisão do número de alunos, em cada rede de ensino da educação básica pública, pelo total geral de toda educação básica pública, multiplicado pela estimativa de arrecadação. Na prática, os estados, DF e município recebem um salário-educação por vaga, esse valor varia conforme a arrecadação mensal e é disponibilizado no site do FNDE.

Os valores do salário-educação são depositados de forma automática sem que haja necessidade que a secretaria de educação faça adesão ou celebre convênio para liberação do recurso. É necessário apenas que o ente federado mantenha uma contas bancárias específicas, abertas pelo FNDE em instituição financeira oficial.

Por sinteactk

Gracyanne Barbosa se refresca com banho de mangueira

A influenciadora compartilhou o momento em postagem no Instagram
Por Redação Marie Claire
18/02/2024 16h33 Atualizado há 51 minutos

Gracyanne Barbosa se refrescou com banho de mangueira — Foto: Reprodução/ Instagram

Gracyanne Barbosa aproveitou o domingo (18) para se refrescar com um banho de mangueira. A influenciadora compartilhou o momento em postagem no Instagram e ainda mostrou que seus cachorros se deliciaram na piscina.

(Por https://revistamarieclaire.globo.com/)

sábado, 17 de fevereiro de 2024

Abate de bovinos no Acre tem aumento de 33,68% em 2023; foram perto de 325 mil cabeças



Os abates de bovinos (SIF – Serviço de Inspeção Federal) no Acre fecharam 2023 com 324.263 mil cabeças, contra 242.571 mil cabeças em 2022, um crescimento de 31,68%. Os dados são do Ministério da Agricultura e Pecuária – MAPA.

Atualmente o Acre tem quatro indústrias de frigorífico bovino – SIF, em Rio Branco, Jbs e Frisacre, Senador Guiomard, o Frigomarca e Tarauacá, o Frigo Rios, juntas tem uma capacidade de abate diário de 1.600 bois. O Sul do país continua sendo o principal destino da carne acreana.

O rebanho bovino do Acre está em alta, chegou a mais de 4,6 milhões de cabeça em 2022, em 2021 foram pouco mais de 4 milhões de cabeças, um aumento de 14,5%.

Os cinco municípios que tem os maiores rebanho bovino do estado são;

1º Rio Branco – 619.876 mil.
2º Sena Madureira – 486.021 mil.
3º Senador Guiomard – 392.960 mil.
4º Porto Acre – 367.660 mil.
5º Brasiléia – 352.222 mil.

Conforme a divisão das cinco regionais do nosso estado, o rebanho bovino acreano segue da seguinte forma;

Baixo Acre: 54% do rebanho bovino (2.519,796 cabeças).

Alto Acre: 20% (925.892 cabeças).

Purus: 13% (601.397 cabeças).

Tarauacá/Envira: 10% (543.289 cabeças).

Juruá: 3% (135.007 cabeças).

(Por acrenews)

Se aproxima o debate político em Tarauacá em prol das candidatura ao executivo e legislativo



Quem pensa que a política de Tarauacá está tudo certo e bem organizado nos seus partidos políticos, está totalmente errado. Os partidos ainda não começaram a se organizar em especial com os pré-candidatos a vereadores de cada sigla, ou seja, o rumo é incerto ainda para muitos.

A maioria dos partidos que pretendem disputar o cargo do executivo ainda não se reunirão para saber quem são seus pré-candidatos a vereadores exceto o PDT que já tem a sua chapa pronta de pré-candidatos a vereadores e por sinal muito forte.

Hoje, temos em Tarauacá vários nomes como pré-candidato ao executivo municipal que são: Prefeita Neia, Rodrigo Damasceno, Erisvando Torquato, Zé Filho e Abdias da farmácia. Todos com chance de ser eleitos.

Ainda não se sabe, quem vai ser o vice-prefeito de quem.

Aguardaremos as próximas reuniões dos partidos políticos de Tarauacá e que temos até o dia 05 de Abril de 2024 para que cada partido fortaleça sua conjuntura política.

Isaías Lima Ac (Saí de mim) Contato (68) 99282-2908

BBB: Wanessa chora na Festa do BBB 24 e crava que Davi será o campeão do reality

'Não vou chegar na final', desabafou a cantora, que foi consolada por aliados


Wanessa cai no choro durante a Festa do BBB 24. Em um canto perto da entrada da casa, a cantora não segura a emoção enquanto conversa com Yasmin, Leidy Elin e Lucas Henrique.

"Eu não vou ganhar isso aqui. Não vou chegar na final", diz Wanessa para os aliados. Leidy Elin responde: "Você botou na sua cabeça que o Davi é campeão", e a cantora rebate: "Mas ele é".

A trancista segue aconselhando a cantora: "A gente não sabe como está lá fora. Segue seu coração".

Wanessa desabafa: "Eu não tenho nada de especial". Os participantes rejeitam a afirmação da cantora, e Lucas Henrique elogia a sister do Camarote: "Você é uma pessoa incrível, de verdade".


Por gshow — Rio de Janeiro
Por Globo.com

Perpétua garante investimentos para impulsionar a agricultura familiar no Alto Acre



A ex-deputada federal do Acre, Perpétua Almeida, esteve nos municípios de Brasileia e Assis Brasil, região do Alto Acre, para entregar importantes investimentos para a agricultura familiar da região.

Em Brasileia, ao lado da prefeita Fernanda Hassem, assinou a ordem de serviço para a construção do prédio da Secretaria Municipal de Agricultura. A obra é fruto de emenda parlamentar da então deputada no valor de R$ 576 mil.

O novo prédio oferecerá infraestrutura adequada para os serviços da secretaria e agricultores locais, otimizando as atividades relacionadas ao setor agrícola.

Na cerimônia, também foram entregues equipamentos como roçadeiras, pulverizador e um caminhão, que ajudará os produtores a escorem a produção.

“Estou muito feliz de estar ao lado da nossa prefeita e junto com representantes de várias comunidades produtoras, a gente colocou o recurso para prefeitura e vamos fazer a entrega de equipamentos agrícolas. É uma alegria está aqui, porque sempre tive uma relação com o homem do campo e com quem produz”, disse Perpétua.


A prefeita agradeceu o apoio da ex-parlamentar e falou da importância dos investimentos no setor da agricultura.

“A nossa gestão é muito grata a ex-deputada federal Perpétua Almeida, que muito fez pelo o Acre e hoje está fazendo por Brasiléia. Essas obras representam investimentos significativos na infraestrutura municipal e o compromisso da gestão em fortalecer o setor agrícola”.

Ainda no Alto Acre, Perpétua seguiu de Brasileia para Assis Brasil, onde entregou um caminhão para a prefeitura. A aquisição do veículo é fruto de emenda parlamentar no valor de R$ 470 mil, destinado a Secretaria Municipal de Agricultura.

“Nosso mandato acabou, mas continua rendendo frutos para a população de Assis Brasil. Tive a oportunidade de ouvir os produtores rurais, principalmente os de café que estão se organizando em torno de uma produção maior”, afirmou.


Além da entrega, a diretora de Economia Sustentável e Industrialização da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) se reuniu com produtores de café para discutir parcerias, assim como em Mâncio Lima, onde a Agência está construindo o Complexo Industrial do Café, em parceria com a Coopercafé.

Vários produtores rurais falaram da importância da produção do café para o desenvolvimento do município e pediram apoio do Governo Federal.

O produtor de Café Valdericontou que deixou de criar gado para investir na cafeicultura e, este ano, irá colher a primeira safra. “Eu era apenas criador de gado, a Prefeitura foi atrás de mim, plantei duas hectares, já fiz um investimento maior toda irrigada, com assistência técnica, e já vou colher a primeira safra e digo que vale apena investir”.

Por Assessoria.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2024

Aberson avalia gestão de Bocalom, Gladson e Lula, mas evita polemizar no Papo Informal



João Renato Jácome, do Notícias da Hora 15 Fevereiro 2024

O secretário de Educação, Cultura e Esportes do Acre, Aberson Carvalho, avaliou mal o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, mas teceu elogios ao governador Gladson Cameli, o chefe imediato dele. A brincadeira foi feira durante o Papo Informal, podcast transmitido ao vivo no Notícias da Hora, nesta quinta-feira, dia 15.

Segundo Aberson, o prefeito Tião Bocalom, como líder política, tem nota 4, mas o governador Gladson Cameli teria nota 10. Aberson completa: “o Gladson é um fenômeno político, ele tem uma empatia sem igual, que Às vezes eu fico pensando”, avaliou o secretário acreano.

Professor de formação, Aberson não quis polemizar durante o papo, e elogiou até o maior opositor do governo na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Emerson Jarude. Sobre Tião Bocalom, prefeito de Rio Branco, preferiu ser mais positivo e afirmou que o prefeito “tem boa vontade”.

Sobre Lula, Aberson refletiu e disse que ele é hábil e articulado. “Apesar de nosso estado ser bolsonarista, estamos falando de ciência, de política”. Quanto a Bolsonaro, criticou: “se tivesse sido mais complacente na pandemia, teria sido reeleito tranquilamente”, avaliou o professor de Fisolofia.

Aberson, contudo, pondera que essa decisão cabe ao partido onde ele já colabora e que é um processo natural estar à frente da campanha, uma vez que já tem ajudado o partido como membro da executiva. “Eu aceitaria ser o coordenador, e eu acho que esse é um processo natural, porque nós já estamos ajudando o partido”, pontua.

Sobre ter interesse em uma candidatura a prefeito ou qualquer outro cargo no parlamento, o que seria uma concorrência com o próprio Alysson dentro do partido, Aberson retruca: “Eu não tenho essa vontade. Eu não tenho isso no meu coração. Eu não tenho pretensão de ser candidato. Estou ajudando, colaborando como vice-presidente lá no Progressistas”, alega.

Questionado também na seara política, Aberson Carvalho preferiu minimizar as críticas que o deputado federal Gerlen Diniz fez sobre a gestão da SEE, quando o citou como o pior secretário do Acre. Gerlen pediu a cabeça de Aberson, que preferiu comentar de forma suave, sem polemizar.

“Aceito como uma sugestão de trabalho. Não sei se concordaria com ele, se ‘sou o pior secretário’. Não tem problema. Isso faz parte do processo político. O deputado eleito tem que fazer crítica. Não acho que seja fogo amigo”, disse Carvalho ao responder o jornalista Luciano Tavares.

(Com informação do Notícias da Hora)

CONFIRA OS PROJETOS DE TARAUACÁ APROVADOS PELA FEM NO EDITAL ESTADUAL DA LEI PAULO GUSATAVO



Ação de Saúde Itinerante leva serviços da atenção básica para regiões mais distantes de Tarauacá



A Prefeitura de Tarauacá, por meio da Secretaria de Saúde do município, realizou diversos atendimentos através da Ação de Saúde Itinerante, que percorreu o Alto Rio Tarauacá, atendendo aldeias e seringais. O trabalho assistencial, que teve início no dia 8 deste mês, na Comunidade Tamandaré, é exemplo na administração pública, levando cuidado e garantido o direito básico de todos.

Médicos, enfermeiros e outros profissionais se uniram para oferecer atendimentos à população que vivem em áreas isoladas às margens do rio.

O secretário de saúde, Mackenz Oliveira, destacou a importância do itinerante em áreas tão distantes e de difícil acesso do município. "Essa é uma oportunidade única para os moradores ribeirinhos receberem atendimento médico, odontológico, vacinação, testes rápidos, atendimento de enfermagem e orientações sobre saúde preventiva, além de medicamentos", frisou.

Durante o itinerante foram feitas 10 cirurgias.


Uma dessas cirurgias foi realizada nesta quarta-feira, 14. Na chegada do barco da saúde no Seringal Joaci, uma família do Igarapé Zumbi procurou a equipe com uma criança de apenas 1 ano, que sofreu uma amputação traumática do dedo anelar em um acidente com uma polia de motor de farinhada.


A prefeita Maria Lucinéia destacou que o atendimento é essencial para esses moradores, que muitas vezes enfrentam dificuldades para acessar serviços básicos de saúde. "Parabenizo toda equipe de Saúde que não mediu esforços para atender essas comunidades, que vivem distantes da cidade e que precisam da atenção do poder público".

Por tarauaca.ac.gov.br

TARAUACÁ: CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA GERAL DA EDUCAÇÃO MUNICIPAL SEGUNDA 19/02 AS 16H.


(com informação blog do sinteactk)

Bolsa Família chega a 131 mil famílias do Acre a partir desta sexta-feira


Com repasse do Governo Federal de R$ 96,84 milhões, o Bolsa Família chega a 131 mil beneficiários no Acre a partir desta sexta-feira, 16 de fevereiro. No estado, os 22 municípios estão contemplados e a média recebida por família é de R$ 738,89, uma das maiores do país. Este mês, 51,8 mil beneficiários em condição de maior vulnerabilidade recebem também o Auxílio Gás, no valor de R$ 102.

Os pagamentos seguem de forma escalonada até o dia 29, de acordo com o final do Número de Identificação Social (NIS) de cada integrante (confira calendário abaixo).

A capital, Rio Branco, reúne o maior número de beneficiários no estado. São 44,6 mil a partir de um repasse de R$ 31,1 milhões. O valor médio por integrante do programa no município é de R$ 696,78. Na sequência dos cinco municípios com maior número de beneficiários no estado estão Cruzeiro do Sul (14.118), Sena Madureira (9.134), Tarauacá (8.812) e Feijó (5.769).

No recorte que leva em conta os repasses diretos aos beneficiários, o município com maior valor médio no Acre é Santa Rosa dos Purus, com média de R$ 902,26 para as 1.274 famílias atendidas na cidade. Na sequência aparecem, no estado, os municípios de Jordão (R$ 901,37), Porto Walter (R$ 842,73), Assis Brasil (R$ 830,16) e Tarauacá (R$ 813,65).

Entre os benefícios complementares criados com o novo Bolsa Família, há 75,5 mil crianças de zero a seis anos que recebem adicional de R$ 150 no Acre, a partir de um repasse de R$ 10,8 milhões referente ao Benefício Primeira Infância. A cesta de benefícios complementares também acrescenta R$ 50 neste mês a mais 3,1 mil gestantes, 5,2 mil mulheres em fase de amamentação, 99,5 mil crianças e adolescentes de sete a 16 anos e 21,9 mil adolescentes de 16 a 18 anos. [Assessoria]

Ex-prefeito Vando Torquato se reúne com Petecão e pode ir para o PSD



Quem está passando por Tarauacá nesta quinta-feira (15) é o senador Sérgio Petecão, do PSD. Ele aproveitou sua agenda na terra do Abacaxi Gigante para conversa com o ex-prefeito Vando Torquarto.

Uma fonte confidenciou ao Extra do Acre que a reunião foi só entre Vando e Petecão e que tem como objetivo alinhar uma possível ida do ex-prefeito para o Partido Social Democrático (PSD).

Torquato tem se apresentado como pré-candidato a prefeito em Tarauacá e se organizar para se filiar ao partido político e tudo indica que deva seguir ao lado do senador Petecão.

(com informação extradoacre.com.br)

Quem era Kamylla Cristina, atriz que morreu atropelada em rodovia

Kamylla retornava de Caldas Novas, onde passou o carnaval com duas amigas

(Foto: Reprodução/Redes Sociais e Polícia Militar)

247 - Kamylla Cristina Rosa de Oliveira morreu nessa terça-feira (13), após parar na rodovia para trocar o pneu do carro e ser atropelada por outro veículo. Atriz e modelo, ela tinha 22 anos e estava viajando com outras duas amigas, na rodovia GO-217, em Piracanjuba, no sul goiano, quando percebeu o problema.

De acordo com o G1, o motorista que atropelou e matou a atriz olhou para trás e fugiu, afirmou o amigo da vítima, Bruno Souza, que conversou com as ocupantes que estavam no carro com a vítima no momento do acidente. Kamylla retornava de Caldas Novas, onde passou o carnaval com duas amigas, para Goiânia quando o acidente aconteceu.

(com informação brasil247.com)

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2024

TARAUACÁ: MULHER PEDE AJUDA PARA CIRURGIA NA VISTA


Me chamo Elecir Lima

Sou moradora do bairro Ipepaconha tenho 37 anos

Trabalho como Operadora de caixa

Descobri que tenho problema na visão e que preciso fazer um cirugia nos dois olhos e cada uma custa 5.100.00

Não tenho essa quantia, e preciso de ajuda.

Qualquer ajuda será bem vinda.

68-999221051

TARAUACÁ: MORRE O LIDER INDÍGENA CACIQUE BENÉ


quarta-feira, 14 de fevereiro de 2024

Na TV, Gladson fala de sua boa relação com o governo Lula e diz: “O Estado precisa do governo federal. Não estou dizendo que sou de esquerda”



(Luciano Tavares, do Not;icias da Hora 13 Fevereiro 2024)

O governador Gladson Cameli agradeceu, durante participação no Gazeta Entrevista desta terça-feira (13), ao governo Lula pelas parcerias com o Estado do Acre e argumentou que o fato de ele reconhecer a ajuda do governo federal não o coloca em uma posição de esquerda no campo ideológico.

Cameli relembrou que o Estado do Acre não consegue sobreviver sem ajuda federal e lamentou o fato de às vezes ser “mal interpretado” por ser agradecido ao governo petista de Lula.

“O Estado precisa do apoio do governo federal. Às vezes eu sou mal interpretado em alguns questionamentos políticos. A política tem seu prazo para você falar de política. Eu tenho que governar. Preciso do apoio do governo federal. Então, ele tem nos ajudado. Olha aí, a nova maternidade, a nova maternidade aqui em Rio Branco, que está com as obras de todo o vapor, as obras de infraestrutura. E não somente com o governo federal, com a bancada federal também, que tem nos ajudado também, todos os parlamentares têm nos ajudado. O que eu não vou fazer é colocar uma ideologia política partidária acima da governabilidade. Eu não vou fazer isso. Eu não tô aqui te dizendo que eu sou da esquerda, não. Eu tenho a minha posição política, claro, bem definida. Eu só tenho que governar e reconheço o apoio que o governo federal tem nos dado. Isso aí eu reconheço e sou grato. Porque gratidão é uma palavra que não vai sair do meu vocabulário.”

terça-feira, 13 de fevereiro de 2024

Após reparos do Dnit, trecho da BR-364 entre Manuel Urbano e Feijó é liberado



O tráfego no KM-23 da BR-364, entre Manuel e Feijó, no interior do Acre, foi retomado após um trabalho de recuperação do trecho feito pelo Dnit na tarde desta terça-feira (13).

Ao Notícias da Hora, o superintendente do órgão no Acre, Ricardo Araújo, disse que o trecho “está liberado”. Uma imagem gravada em vídeo mostra os caminhões passando pelo trecho recuperado da estrada.

Durante a chuva da madrugada e manhã desta terça-feira houve um desmoronamento em um lado da rodovia, o que interditou parcialmente a estrada.

Assim que soube do problema, Ricardo Araújo se dirigiu junto com uma equipe pessoalmente ao local para providenciar os reparos no acesso.

Araújo explicou, porém, que o trabalho de recuperação segue em um dos lados da estrada que apresenta uma erosão.

Por Notícias da Hora.

(Com mais informação no extradoacre.com.br)

MORRE A TARAUACAENSE ADENILZA FELIX



Os familiares de Aldenizia Gomes Félix comunica seu falecimento as 21:30 do dia 12/ 02 / 2024 no Hospital do Juruá na cidade de Cruzeiro do Sul, em decorrência do tratamento de Câncer. Seu corpo será transladado pra Tarauacá. Horário previsto de chegar as 8:00 horas da manhã. Velório será no clube do Sinteac Sepultamento será as 17:00 horas.

Aldenizia, funcionária Estadual pública estadual desde 1990. Atualmente trabalhando na Escola João Ribeiro.

Ao mesmo tempo a família agradece em nome da Dra Josineide Mota a toda equipe de enfermagem, serviço social , fisioterapeutas e a todos os médicos do Hospital Dr Sanção Gomes que não mediram esforços dando todo o suporte, na

acolhida e preocupados no tratamento dela. Onde todos os profissionais se fizeram , preocupados e humanizados onde deram todo o suporte . O nosso obrigado e gratidão a todos.

* 04/11/1965
+12/02/2024

(Com informação do blog do acciolytk)

CANTOR LUAN ESTILIZADO SE IRRITA APÓS SER AMEAÇADO DURANTE SHOW NA PARAÍBA (VEJA VÍDEO/GN - MÚSICA)


Reprodução

O cantor Luan Estilizado protagonizou uma cena polêmica na noite desse sábado (10) durante um show de carnaval na cidade de Coremas (PB): um vídeo que circula nas redes sociais mostra o forrozeiro chamando um homem que estava na plateia para briga em cima do palco.


Por https://blogdoedsonalves.blogspot.com/

TARAUACÁ E O CASO AMIN KONTAR - (POR ISAAC MELO)


Era madrugada de 15 de janeiro de 1918. A pequena Vila Seabra, com pouco mais de mil almas, desfrutava do silêncio, entrecortado apenas pela cantoria dos insetos, anuros e aves que povoam as noites amazônicas. A vila era um pequeno arruado de casas que constava de uma avenida principal, com um estreito calçamento, com outras pequenas e parcas ruas em paralelo, que mais se assemelhavam a um varadouro. O prefeito trabalhara até alta noite em seu escritório, onde adormecera. De modo, que apenas sua esposa dormia no leito do casal. Um estampido, de repente, pôs todos em polvorosa, quebrando a tranquilidade que reinava na noite dos vilaseabrenses. Uma bomba de dinamite havia sido jogada sob o assoalho do quarto do prefeito. Uma tentativa, portanto, de assassiná-lo.

Amanhecera. E os primeiros raios de sol já dançavam por sobre as águas tranquilas e barrentas do rio das tronqueiras, ali, onde se abraça num beijo úmido com o rio das cigarras. Contrastando com a paz da natureza, a vila acordara em rebuliço. Tentaram matar o prefeito, ouvia-se pelas ruas. Na casa do Juiz Municipal, o prefeito contava o sucedido. O inquérito fora aberto para investigar a autoria do atentado, que por pouco não fizera vítima fatal, a digníssima esposa do senhor prefeito. Não demorou muito, e os primeiros suspeitos foram identificados. E imediatamente presos, sob as ordens do Juiz Municipal.

Assim poder-se-ia prosseguir literariamente a narrativa. Destarte, a história que se vai narrar, aqui, não é nenhuma ficção, nem seus personagens são frutos da mente primorosa de algum escritor. É a história de Amin Kontar. Sírio. Comerciante. Morador de Vila Seabra na segunda década do século XX. Preso. Torturado. E assassinado. Num crime que mexeu com a opinião pública de Manaus à Capital Federal, e que derrubou do poder um prefeito e um juiz.

Manchete da Folha do Acre - 07 de fevereiro de 1918

De fato, na madrugada de 15 de janeiro de 1918, a casa do prefeito do Departamento do Tarauacá, Dr. José Thomaz da Cunha Vasconcellos, fora dinamitada, saindo ferida Evangelina Valverde de Miranda Vasconcellos, esposa do prefeito. O episódio foi o estopim para uma das mais polêmicas contendas político da região. Não o fato em si do atentado, mas os acontecimentos que se sucederam, culminando com o trágico assassinato de um inocente.

Ainda em 15 de janeiro, o Juiz Municipal determinou as primeiras prisões para indagações acerca do episódio. Foram presos então: o major Luiz Macario Pereira do Lago, advogado; José Jorge Cavalcante, encarregado do Registro Fiscal Federal; Calil Alaydim, comerciante sírio; José Moysés Rocha, Abílio Albuquerque, Francisco Lopes de Araújo, Vicente Felix, Sebastião Alves Maia, Francisco Magalhães, Angelo Ferreira da Rocha e João Baptista, todos artistas. Estes permaneceram presos até 19 de janeiro, depois de haverem prestado suas declarações.

José Thomaz da Cunha Vasconcellos

Para se compreender as causas que culminaram na prisão e assassinato de Amin Kontar se faz necessário uma contextualização histórico-política. Seabra, a ex-Foz do Muru e futura Tarauacá, acabara de entrar em seu quinto ano de emancipação política. Era prefeito do Departamento do Tarauacá, José Thomaz da Cunha Vasconcellos, natural de Goiana, estado de Pernambuco, onde nasceu em 29 de janeiro de 1867, bacharelando-se em Direito pela Faculdade de Recife em 1889. No seu estado natal, ocupara o cargo de Oficial do Tesouro e secretário interino do conselho de instrução superior; no Paraná, fora juiz de Direito; e no Rio de Janeiro, delegado auxiliar e distrital. Chegou a Seabra em 04 de abril de 1916, administrando o Departamento até as vésperas do episódio, em fevereiro de 1918.

Cunha Vasconcellos era tido como um político mão de ferro, autoritário e implacável com os seus adversários. Isso lhe rendeu o epíteto de “surucucu”, em referência a maior cobra venenosa sul-americana. Logo, então, começaram as inimizades e intrigas políticas, sobretudo com a classe dos seringalistas, que também autoritária, via seus interesses ameaçados. Em 1918, a pequena Seabra contava com três jornais próprios. O jornal O Município, fundado em 1910, pertencente a Pedro Gomes Leite Coelho, e de circulação em todo o Território do Acre; O Jornal Oficial, órgão da prefeitura do Departamento, que começara a circular em 1916, em substituição ao jornal O Departamento; e o jornal A Reforma, de José Florêncio da Cunha, que começara a circular em maio de 1918, e que se autodenominava um jornal de oposição.

Pelas páginas desses jornais começavam as discussões e acusações que, não raro, culminavam em espancamentos e mortes nas dependências da vila e nos seringais. Crescia a insatisfação com o prefeito Cunha Vasconcellos que, durante um ano e onze meses, nunca prestou contas de sua administração. A oposição acusava-o ainda de não saber onde fora investido os quinhentos contos de réis que havia sido alocado para a prefeitura do Departamento. Pesava ainda sobre a administração de Cunha Vasconcellos, a acusação de desvio de dinheiro, no valor de 23 contos de réis, fornecido a uma firma comercial inexistente em Seabra.

Crescia, assim, a resistência à gestão Cunha Vasconcellos, enquanto este recrudescia na resposta a seus opositores. Além de prefeito, acumulava também o cargo de Chefe de Polícia do Departamento. Além do mais, tinha o Juiz Municipal a seu lado. A Comarca do Departamento do Tarauacá, instalada em abril de 1913, constava de primeiro e segundo Termo. Seabra abrigava a sede do Primeiro Termo, cujo Juiz de Direito respondia por todo o Departamento, que era composto por Vila Feijó, sede do segundo Termo, e por Vila Jordão. Além disso, em Seabra, havia o Juiz Municipal, que respondia apenas pela área circunscrita da sede do município. Desta forma, Cunha Vasconcellos reinava inconteste, açoitando, prendendo e perseguindo a seus opositores. Bem, mas isso era o que os coronéis de barranco apregoavam.

Como escreve José Higino de Souza Filho, em seu formidável A luta contra os astros (1994), sendo homem enérgico e trabalhador, embora autoritário, durante a sua gestão, Cunha Vasconcellos procurou pôr um freio aos abusos cometidos por alguns coronéis, cuja fama de prática de maus tratos contra seringueiros era de todos conhecidos. Foi assim que, em pouco tempo, ele havia arregimentado contra si a maioria dos coronéis locais.

José Higino, em seu livro, ainda nos conta o interessante caso de um desses coronéis de barranco, que habituado que era a pôr seringueiros no tronco e açoitar, certa vez, não satisfeito apenas com essa forma de castigo, obrigou a uma de suas vítimas a correr no campo em volta do barracão, com um chocalho pendurado no pescoço, como se um burro fosse. Quando Cunha Vasconcellos ficou sabendo do ocorrido, indignado, determinou que tão logo o tal coronel viesse à cidade, o levassem à sua presença, pois ele o iria obrigá-lo a caminhar, da mesma maneira, pelas ruas do vilarejo. Sem saber da ameaça do prefeito, o coronel deixara o seu seringal no rio Muru, com destino à sede do município, onde pretendia tratar de negócios. A certa altura parou para visitar um amigo, que o alertara da ameaça do prefeito. Narra ainda José Higino que o coronel desceu às pressas o barranco que mal acabara de subir e, retomando, rapidamente, a embarcação, tão fortes e rápidas foram suas remadas rio acima, que jamais, a um transporte daquela espécie, velocidade tamanha fora imprimida contra a correnteza. Durante o tempo em que Cunha Vasconcellos permaneceu na Prefeitura, o coronel, por precaução, não mais saiu do seringal.

Cunha Vasconcellos não poupava ninguém, é tanto que na sua gestão, conforme atesta a narrativa de José Higino, pessoas importantes foram postas a cortar cumaru-ferro com machado cego, enquanto outras, vestida de fraque e cartola, capinaram ruas da cidade, sem falar das vezes que saíam corridas e se valiam da proteção de algum coronel mais respeitado.

Todo este cenário culminou no atentado à bomba a casa do prefeito, que a própria oposição acusava Cunha Vasconcellos de ter forjado, para ganhar a opinião pública local e nacional a seu favor. De qualquer modo, um inocente fora preso, torturado e assassinado.

À época, grande parte do comércio devia-se à presença dos sírios, também chamados, na região, de turcos. Seabra contava com uma razoável colônia síria, da qual fazia parte o pequeno negociante Amin Kontar. Boa parte dos membros da colônia estava insatisfeita com a política desenvolvida pelo prefeito Cunha Vasconcellos. A oposição aumentava as denúncias, mandava telegramas para os jornais de Manaus e da Capital Federal acerca das arbitrariedades do prefeito. Nestes telegramas encontravam-se também a assinatura de Amin Kontar.

Em seguida à liberação dos primeiros presos, a caçada pelo autor da dinamitização da casa do prefeito prosseguira. Não demorou, e o delegado fora dar com Amin Kontar, com quem já cultivava desafeto pessoal. Dois dias antes da bomba na casa do prefeito, este havia tido uma discussão com José Jorge Cavalcante, encarregado do Registro Fiscal Federal. Jorge Cavalcante era amigo do advogado Correa Pinto, sendo Amin Kontar ligado a este, que era inimigo do prefeito. Alegou-se então que Amin Kontar fora o responsável pela dinamitização, a mando de Correa Pinto, que lhe teria assegurado proteção.

A prisão se dera próximo ao fim de janeiro de 1918. Assumiu a defesa de Kontar, o advogado Luiz Macario Pereira do Lago, o mesmo que havia sido preso anteriormente. Este havia requerido uma ordem de habeas corpus, o que fora concedido, em 1o de fevereiro, pelo Juiz de Direito da Comarca do Departamento, Dr. Mathias Olympio de Mello, que por portaria datada do referido dia, havia ordenado ao administrador da cadeia pública que fizesse acompanhar pelo carcereiro da cadeia, às 10 horas, à sala do Fórum da vila, o preso Amin Kontar. Era o carcereiro na ocasião João José de Freitas, que desobedecendo à ordem atinente a apresentação do preso ao Fórum, declarou que não cumpriria, porque não era obrigado a entregar nem a acompanhar presos, e que este estava à disposição do Juiz Municipal.

O Juiz Municipal era Salvador Augusto de Araújo Jorge, que havia sido nomeado Juiz Preparador do Tarauacá em outubro de 1911, tendo chegado a Seabra em 14 janeiro de 1912. Denunciado pelo Ministério Público a atitude do carcereiro, o juiz Araújo Jorge julgou improcedente a denúncia e impronunciou o réu, o que o Ministério Público recorreu ao Tribunal de Apelação do Território. Por detrás de tudo estava Cunha Vasconcellos, que afirmara fazer a revolução, suspender todas as garantias, ensanguentar as ruas, acrescentando que o Dr. Mathias Olympio de Mello responderia por tudo o que resultasse, caso concedesse habeas corpus favorável a Amin Kontar. Diante da situação emergencial, de ameaça a sua própria vida, o juiz Mathias Olympio deixa a cidade, mudando-se para um seringal próximo, até que tivesse garantias seguras de vida e de trabalho. Mathias Olympio de Mello era piauiense de Barra, onde nascera em 15 de setembro de 1882, tendo se formado em Direito, em 1904, pela Faculdade de Direito de Recife. No Acre, começou como Juiz Municipal de Sena Madureira, nomeado em 1915, logo após sendo nomeado Juiz de Direito da Comarca do Tarauacá, chegando aí a 08 de junho de 1915.

Mathias Olympio de Mello

Enquanto isso, na cadeia pública, onde o tenente coronel Claudino Vieira de Lima era Comandante da Companhia Regional, começava o martírio de Amin Kontar. Os castigos físicos consistiam, sobretudo, em surras, bolos (de palmatória), tentativas de enforcamento, e, até, de envenenamento. Tudo isso ordenado e presidido em pessoa por Claudino Viera de Lima, conforme se lê nos autos do processo, aberto posteriormente por Mathias Olympio de Mello:

“sendo certo que o tenente Coronel Claudino Vieira de Lima, de fins de janeiro a fevereiro do corrente ano, quando exercia o cargo de Comandante da Companhia Regional, fazia constante transportar, a horas altas da noite, devidamente escoltado, o preso Amin Kontar, em quem, com o fim de obter a confissão de quem havia sido o autor da dinamitização da casa do prefeito do Departamento, mandava aplicar pelo então cabo Felipe Nery Monteiro, os mais requintados castigos, consistentes em açoites com couro de anta, palmatoadas nas mãos, que eram postas em cima de uma mesa e sobre caroços de milho, tentativas de enforcamentos, resultando dos mesmo contusões e derramamento de sangue” (publicado no jornal A Reforma, 20 de outubro de 1918).

Além disso, Claudino Vieira de Lima ainda havia solicitado ao farmacêutico português Antônio Augusto Pinto, “uma substância tóxica, de efeitos rápidos”, para que pudesse eliminar de vez o sírio. O então cabo Felipe Nery Monteiro era o homem de confiança do comandante e o executor de todas essas ordens. Os suplícios de Amin Kontar persistiram até 25 de fevereiro de 1918, quando, Luiz Claudino Vieira de Lima, “na véspera da partida do dr. Cunha Vasconcellos, para o Rio de Janeiro, mandou assassinar Amin Kontar, sendo executores desta ordem Francisco Guilherme Alexandre, a quem foi entregue por Felipe Nery Monteiro, o revólver com que foi perpetrado o homicídio”, segundo consta dos autos do processo, sob a responsabilidade de Mathias Olympio de Mello (A Reforma, 20 de outubro de 1918). Francisco Guilherme Alexandre era o cozinheiro da casa de Cunha Vasconcellos. Quando fora preso, Felipe Monteiro alegou:

“– que, efetivamente, foi o autor dos espancamentos sofridos por Amin Kontar na Companhia Regional e, portador da arma com que Francisco Guilherme o vitimou na Cadeia Pública desta cidade, a 25 de fevereiro do corrente ano, mas que, tanto num como noutro caso, agiu no cumprimento de ordens de seu Comandante, de quem recebeu a arma homicida.” Dos autos do processo de 14 de outubro de 1918, sob a responsabilidade do juiz Mathias Olympio de Mello (A Reforma 20 de outubro de 1918)

Preso, o cozinheiro Francisco Guilherme Alexandre também confessou ter sido ele o autor da dinamitização da casa do prefeito, o que reforçou a opinião da oposição de que o atentado havia sido engendrado pelo próprio prefeito Cunha Vasconcellos, como uma manobra política para angariar a opinião nacional a seu favor. Ao que ele se defendia dizendo que Francisco Guilherme matara Amin, despeitado porque este não cumprira as promessas que lhe fizera para executar o crime. O inquérito do juiz Mathias Olympio de Mello apurou ainda que o Tenente Coronel Claudino Viera de Lima, então Comandante da Companhia Regional, obrigava a Francisco Guilherme a confessar que Amin era o autor da dinamitização, aplicando palmatoadas em Guilherme quando este negava ou se dizia autor do atentado, e sustando o castigo quando atribuía ao sírio a mesma autoria.

Manchete de A Reforma - 04 de agosto de 1918

A morte de Amin Kontar fora o ponto nevrálgico que a oposição tanto ansiava para liquidar de vez com o prefeito Cunha Vasconcellos, que era acusado nos jornais da capital como o responsável pelo assassinato do sírio. O prefeito deixara a cidade logo em seguida ao crime. O barulho foi tanto que o Ministro da Justiça, Carlos Maximiliano, chamara-o ao Rio de Janeiro para prestar esclarecimento das denúncias que lhe chegavam. Fora nomeado para substituí-lo na Prefeitura, na qualidade de primeiro suplente, o seu genro dr. Raphael Guedes Correa Gondim, cuja posse, todavia, conforme escreveu José Higino, não aconteceu, impedida foi por um levante armado liderado pelo coronel Júlio Pereira Rocque, o segundo suplente, sendo intenção ainda do movimento, colocar o impedido numa canoa, rio abaixo, coisa que só não chegou a se concretizar, graças ao prestígio e coragem do coronel e seringalista Joaquim Pinheiro Cavalcante, que o tomou sob sua proteção, levando-o para sua residência, na chácara “Corcovado”, onde o mesmo permaneceu até o dia em que, desanimado, deixou de vez o município.

Visita de Júlio Pereira Rocque, prefeito do Departamento do Tarauacá, em substituição a Cunha Vasconcellos, ao Quartel da Companhia Regional.

Laudeando o prefeito, outras autoridades, entre as quais: Dr. Mathias Olympio de Mello, juiz de Direito da Comarca; Dr. Sansão Gomes de Souza, Intendente Municipal; Dr. Belfort Teixeira, delegado auxiliar; Tenente Coronel Claudino Vieira de Lima, comandante interino da Companhia; Dr. Rodrigo Carneiro, secretário geral da prefeitura; e Araújo Jorge, Juiz Municipal. (A Reforma, maio de 1918)

A rejeição e a luta para o afastamento definitivo de Cunha Vasconcellos fora tão grande que havia até a “Liga de Resistência Contra Cunha Vasconcelos”, sendo este ainda motivo de chacota, como esta:

– Então, arrancaram a tabuleta que celebrizava o nome do prefeito Vasconcellos?
– Nada mais simples, reproduzir o rifão realista – Rei morto, rei posto.
– Mas isso não é de amigo!...
– Mas é do regimen engrossativo. Varrer a testada e deixar lugar para outro que vier.
– Desse modo, com pouco também retiram o retrato do homem do salão da Prefeitura...
– No que farão muito bem e o devem mandar para a escola, para meter medo às crianças... (O Município, 26 de maio de 1918 Ano IX N.o 319)

Júlio Pereira Rocque, responsável pelo levante, assumiu a Prefeitura em 26 de fevereiro de 1918.

Quanto ao Juiz Municipal Salvador Augusto de Araújo Jorge, também abandonou a cidade logo após o incidente, alegando que “fora ilegal e violentamente compelido a abandonar o cargo”, tendo que fugir à noite. O certo é que, como amigo do prefeito, o ódio que antes era devotado àquele se transferiu para ele, a quem a oposição acusava de complacente com os desmandos de Cunha Vasconcellos. Quanto a Mathias Olympio de Mello, que era muito estimado e tido como “sacerdote da justiça”, permaneceu como Juiz de Direito do Departamento até março de 1920, quando foi nomeado Juiz Federal seccional do Piauí, onde também entre 1924 a 1928 irá eleger-se governador daquele estado, elegendo-se também senador, por dois mandatos, de 1946 a 1963.

Por sua vez, José Thomaz da Cunha Vasconcellos não mais retornou ao Departamento do Tarauacá, tendo pedido exoneração do cargo. Porém, Cunha Vasconcellos não sumiu do cenário político acreano. Logo em seguida irá assumir a prefeitura do Departamento do Alto Acre de janeiro de 1919 a janeiro de 1921, quando pediu exoneração do cargo devido a novas contendas políticas. Em fevereiro de 1923 é nomeado governador do Território do Acre, permanecendo no poder até maio de 1926.

Além de Francisco Guilherme Alexandre, o executor de Amin Kontar e da autoria do atentado à casa do prefeito, o cabo Felipe Nery, o responsável pelas torturas, foram presos também, ainda que posteriormente e não se sabe por quanto tempo, Luiz Claudino Vieira de Lima, comandante da Companhia Regional, que teve a sua prisão decretada no dia 04 de agosto de 1918, e João José de Freitas, condenado por Edgard Carlos dos Reis, juiz do segundo Termo, em 05 de março de 1920, a 10 meses e 15 dias de prisão simples, mais multa de 400$000 réis, ficando inabilitado para ocupar cargos públicos.

Amin Kontar desde então passou a ser lembrando pelo povo de Tarauacá como um mártir da injustiça, tendo pagado barbaramente com a própria vida, um crime que nunca cometeu. Desde 1918, quando as autoridades de Vila Seabra, juntamente com a população, se dirigiram em romaria pela primeira vez ao túmulo do sírio, até os dias de hoje, pessoas continuam afluindo a seu túmulo para acender velas, fazer e pagar promessas, na esperança de que, aquele que um dia fora vítima da ferocidade humana, possa conceder-lhes também um alívio para seus corpos e almas abatidas pelas injustiças que ainda persistem a atormentar os homens de todos os tempos.

Túmulo de Amin Kontar no cemitério São João Batista, em Tarauacá.