Festival do abacaxi 2018


quinta-feira, 1 de março de 2018

Caciques do MDB do Acre se reúnem e decidem abandonar o barco de Gladson Cameli


Os membros do diretório regional do MDB no Acre se reuniram

Os membros do diretório regional do MDB no Acre se reuniram na tarde desta quinta-feira (1o) e decidiram abandonar o bloco de apoio do pré-candidato ao governo do Acre, o senador Gladson Cameli (Progressistas). Os caciques emedebistas destacam que sempre trabalharam pela unidade da oposição, mas o imbróglio em torno da definição dos nomes que deverão compor a chapa majoritária e a indecisão de Cameli desgastou a relação e levou ao rompimento.

Em nota divulgada após a reunião, o presidente regional do MDB, deputado federal Flaviano Melo, destaca que seu partido “sempre agiu e se manifestou publicamente pela unidade da oposição no Acre, numa chapa majoritária única. Infelizmente, e por razões alheias ao partido, esse nobre objetivo da unidade não pôde ser obtido e tornou-se cada dia mais distante”, revelando o desconforto dos dirigentes emedebistas com a indecisão do senador Gladson Cameli.

Flaviano Melo destaca que, “diante dessa constatação, o MDB decidiu rever sua política de alianças na oposição. Essa reavaliação será feita dialogando com nossas bases e as forças que compõe o nosso campo político oposicionista”, enfatiza enigmaticamente sobre o destino do partido nas eleições desse ano. O bloco de apoio a Gladson Cameli sofre uma grande baixa com o anunciado afastamento do MDB dos debates da novela da escolha do vice.

Nenhum comentário: