4.24.2021

Tarauacá completa 108 anos neste sábado 24 de abril



Os primeiros habitantes do que um dia se tornaria o município de Tarauacá foram os Iauanauás e os Catuquinas-pano, ambos povos Pano (ou Nawa), que atualmente habitam a Área Indígena Rio Gregório, localizada dentro dos limites do município.

O município de Tarauacá originou-se do Seringal Foz do Muru, que foi criado na confluência do Rio Tarauacá com o Rio Muru, transformando-se em povoado com o passar do tempo. Fundado em 1º de outubro de 1907, por Antônio Antunes de Alencar, o povoado foi transformado em vila e batizado de "Seabra". Obteve sua autonomia através do Decreto Federal 9 831, de 23 de outubro de 1912, tornando-se, então, município.

Tarauacá é conhecido como "a terra do abacaxi gigante". Esse fruto chega a pesar em torno de 15 kg, fato que provoca grande admiração nos visitantes. A cidade é dotada de razoável infraestrutura turística. Conta com hospedarias, bares, hotéis e restaurantes, onde sempre se encontram pratos à base de peixes nobres da região, dentre outras especialidades.

O município de Tarauacá se tornou famoso no Brasil e no mundo após o programa Globo Repórter exibir uma matéria sobre as "Riquezas Amazônicas" que foi ao ar em 08 de dezembro de 2006. A reportagem mostra que além de produzir uma espécie de abacaxi gigante, também comprova que uma combinação de ervas que só existem na região, é capaz de fazer crescer cabelo em quem tem calvície. Carlos Pinto da Silva, o seringueiro que se virou cientista ao desenvolver o "Shampoo Esperança", diz que jamais revelará o segredo da sua fórmula milagrosa, tão cobiçada pelas indústrias de cosméticos.
Geografia

Limita-se ao norte com o estado do Amazonas; ao sul, com o município de Jordão; a leste, com o município de Feijó; a oeste, com os municípios de Cruzeiro do Sul e Porto Walter e, a sudoeste, com o município de Marechal Thaumaturgo. Área de 16 120,5 km², equivalendo a 10,53% da área total do estado, possuindo, entre os demais municípios, a terceira maior área territorial.

Tarauacá é o segundo município do Acre em concentração de terras indígenas, com oito áreas, equivalendo a 9,8% deste município. Esses povos vivem em 30 aldeias, com aproximadamente 1 639 pessoas.

A cidade é banhada pelo Rio Tarauacá, que, no verão, é margeado por quilômetros de praias de areias brancas e finas. O rio serve de opção nos finais de semana à centenas de banhistas, que procuram suas águas no afã de refrescar-se do forte calor da época. De acordo com Earthquake Track é um município com alta incidência de terremotos, mas nos últimos anos nenhum passou da magnitude 6.2, ou seja, são tremores leves e não costumam destruir edificações.

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de 1969 a 1990 e a partir de 1993, a menor temperatura registrada em Tarauacá foi de 8 °C em 19 de julho de 1975,[6] e a maior de 39,7 °C em 23 de setembro de 2002.[7] O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 145,6 milímetros (mm) em 31 de janeiro de 2015.[8] Janeiro de 2015 também foi o mês de maior precipitação, com 607 mm.[9]

fonte: google.com

Nenhum comentário: