02/08/2018

Mesmo com subsídio, preço do diesel na refinaria seria menor com política de reajuste da Petrobras

Olá, bom dia.

O governo federal decidiu prorrogar até o fim do ano o subsídio ao diesel. A medida custará R$ 13,5 bilhões aos cofres públicos, mas sua efetividade é questionada. Segundo o Centro Brasileiro de Infraestrutura, o preço do combustível estaria mais barato se a Petrobras tivesse mantido a política anterior de reajuste. 

O CBIE afirma que o valor atual do combustível na refinaria seria de R$ 1,99, patamar 1,7% abaixo do preço atual, de R$ 2,03, que foi congelado pelo governo em junho, cumprindo compromisso para encerrar a greve dos caminhoneiros. A explicação está no recuo da cotação do petróleo. 

Já o governo defende o subsídio como forma de dar previsibilidade aos reajustes. A partir de setembro, o valor vai mudar a cada 30 dias.

Os consumidores não sentem no bolso o alívio prometido. Embora o desconto dado pelo governo seja de R$ 0,46 no litro, a redução nas bombas não passa de R$ 0,10.



Rotas divergentes
A expansão da rede hoteleira do Rio para a Olimpíada não resistiu à crise econômica. Desde 2016, 13 hotéis fecharam as portas, e outros três estão sem funcionar, alegando reformas. Para empresários, há causas piores que a violência. Enquanto isso, o Estado planeja reativar o circuito turístico de ferrovias, mas depende que antiga concessionária pague multa de R$ 200 milhões.

Susto no ar
Uma aeronave fabricada pela Embraer sofreu acidente em Durango, no México. O avião, operado pela Aeroméxico, levava 97 passageiros e quatro tripulantes — 85 pessoas ficaram feridas, doze em estado crítico. Não houve mortes.

Esquerda desunida
Divergências entre os partidos de esquerda afetaram as coligações nos estados. Apenas em cinco unidades da federação, PT, PDT, PSB e PCdoB firmaram alianças. Reunidos em Brasília, representantes das siglas não chegaram a acordo para a disputa presidencial.

Julgadas por aborto
A Justiça brasileira recebeu 331 processos contra mulheres por aborto no ano passado. Na sexta-feira, o Supremo Tribunal Federal voltará a discutir se descriminaliza ou não a prática até a 12ª semana de gestação. A Defensoria Pública esboçou o perfil de quem é alvo das ações criminais no Rio: negra, pobre e sem ensino superior.

Assédio em cena
Filmes e séries de TV passaram a fazer referências diretas aos episódios de assédio sexual em Hollywood. O tema deixou de ser tabu: novas atrações são preparadas com base nos atos do produtor Harvey Weinstein e do ator Kevin Spacey. Atrizes criaram cláusula contratual que cobra diversidade nas produções.

Hora do mata-mata
Único carioca nas quartas de final da Copa do Brasil, o Flamengo pode ter Vitinho, contratação mais cara da história do clube, contra o Grêmio, às 21h45m. 


DA REDAÇÃO

Nenhum comentário: