27/01/2019

Amigo de Gladson, Marivaldo Melo, exige fim das pensões à ex-governadores


Neste sábado, 26, Marivaldo Melo, usou seu perfil no Facebook para pedir o fim do benefício aos ex-governadores do Acre, pago a título de aposentadoria. A publicação repercutiu nas redes sociais.

Empresários, políticos e professores, comentaram o post. Fernando Lage, Marcos Clay, Normando Sales, Abrahim Farhat e outros, fizeram comentários.

No post, Marivaldo Melo direciona o texto ao Governador Gladson Cameli, aos deputados eleitos e todos os cidadãos acrianos, chamando de “pouca vergonha pagar pensão aos ex-governadores”.

Melo lembra que o Estado do Acre é pobre, 86.283 famílias vivem do bolsa família, que corresponde a 345.133 pessoas, uma legião de desempregados. Marivaldo, que foi candidato nas últimas eleições ao cargo de deputado federal, cita que falta dinheiro para segurança, saúde, educação, saneamento e inúmeros serviços públicos.

ATUAL VICE-GOVERNADOR, MAJOR ROCHA, QUER O FIM DA PENSÃO

Em junho do passado, o atual vice-governador, Wherles Rocha (PSDB-AC), então deputado federal, visitou o presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, em seu gabinete, em Brasília, para tratar da questão do fim do pagamento de pensão a ex-governadores do Acre.

Rocha já afirmou em várias ocasiões, inclusive na tribuna da Câmara dos Deputados, que é contra o pagamento das pensões para ex-governadores, e que iria lutar pelo seu fim.


Na foto: o então presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, e o deputado federal Wherles Rocha (PSDB-AC), hoje vice-governador do Acre. 18 de junho de 2018. Acervo Conselho Federal da OAB.

Nenhum comentário: