7.29.2020

Por essa os brasileiros não sabiam:Câmara proíbe uso de dinheiro público por deputados para lucrar no YouTube

A Câmara proibiu deputados de usarem o dinheiro da cota parlamentar para contratar serviços que gerem lucro na internet
29 de julho de 2020, 05:37 h Atualizado em 29 de julho de 2020, 08:28

Rodrigo Maia (Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputado)

247 - Parlamentares estavam transformando a divulgação de atividades no Congresso num negócio privado ao monetizar seus canais no YouTube, com vídeos que arrecadam recursos de acordo com o número de visualizações.

A proibição foi feita depois que o jornal O Estado de S.Paulo publicou que alguns deputados estavam ganhando dinheiro dessa forma.

"Não será objeto de reembolso despesa com a aquisição ou a contratação de serviços utilizados em benefício de contas em sites, redes sociais ou plataformas digitais que resultem em monetização, lucro, rendimento, patrocínio ou receita de qualquer espécie em favor do respectivo parlamentar ou de terceiros", determina o ato da Câmara.

A justificativa assinada pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), diz ainda que o objetivo da nova regra é vedar reembolsos de despesas com serviços que resultem em vantagens financeiras ao parlamentar ou a terceiros, informa o UOL.
fonte: brasil247.com

Nenhum comentário: