10.15.2021

Zequinha Lima anuncia novo abono de mil reais para professores de Cruzeiro do Sul



Em evento comemorativo pelo Dia do Professor, no Teatro dos Nauas, o prefeito de Cruzeiro do Sul, Zequinha Lima, anunciou nesta sexta-feira, 15, abono salarial de R$ 1 mil para a categoria. Em maio, o gestor havia concedido abono de R$ 1 mil.

“No início da gestão o salário inicial do professor efetivo era de R$ 1.898,20, do professor provisório saímos de R$ 1.200, e já no processo seletivo aumentou 500 reais, passando R$1.700, com abono subiu para R$ 2.700, e o efetivo para cerca de R$ 2.800. Com este novo abono, os rendimentos totais irão ficar em torno de R$ 3.800”, explicou o prefeito, destacando a continuidade da política de valorização dos professores implementada desde o início da gestão.

O novo abono será concedido para os meses de outubro, novembro e dezembro.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação, Sinteac, Pedro Correia, agradeceu em nome da categoria. “Só temos a agradecer ao prefeito que tem tido esse olhar carinhoso para com os professores. Isso é o que queremos: uma gestão com esse olhar voltado para a categoria”.

A concessão do abono corresponde ao período de volta às aulas presenciais, para qual as escolas tiveram de se preparar. “Muitas adaptações foram feitas, e graças à capacidade dos professores e o investimento da gestão, esta volta às aulas está sendo tranquilo, quando imaginei que seria turbulento”, disse no evento o presidente do Conselho de Gestores municipais, Romário Rodrigues.

O presidente também elogiou o empenho e a criatividade dos professores que tiveram de se adaptar para o ensino à distância durante a pandemia.
Estender abono para outras categorias

O objetivo segundo o prefeito Zequinha Lima é estender esta valorização profissional a todas as categorias de servidores, na medida do orçamento de cada pasta e dos princípios da legalidade na administração pública, o que nesse momento, tem sido possível para os professores. “Aquilo que antes era um fato de desmotivação, um tormento pela falta de estímulo para se trabalhar na rede municipal, hoje é o principal estímulo e motivação. Hoje o professor se orgulha de trabalhar na rede municipal”, concluiu o prefeito.

FONTE: AC24HORAS;COM

Nenhum comentário: