29/01/2019

Servidor público morre após confusão com Policial Militar do Acre na Orla de Maceió



O coordenador de unidade da Superintendência de Medidas Socioeducativas (Sumese), Luiz Valter de Freitas Souza, morreu após luta corporal com um policial militar do Estado do Acre na praia de Pajuçara, em Maceió, nesta terça-feira (29).

De acordo com informações do 1º Batalhão de Polícia Militar (BPM), o crime ocorreu por trás da Feirinha da Pajuçara. O soldado Erisson de Souza Cabral se apresentou de forma voluntária à PM alagoana e deu sua versão dos fatos.

O 1º BPM informou que Erisson relatou que Luiz Valter chegou no local visivelmente alterado e apontou arma para ele e sua esposa. O militar acreano disse ainda que o coordenador da Sumese teria tentado estuprar sua mulher.

O soldado Erisson teria dito ainda que entrou em luta corporal com Luiz Valter e desferiu uma coronhada que culminou na perda da consciência do coordenador da Sumese. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local e constatou o óbito.

Uma pistola calibre 7.65 mm, que estava em posse de Luiz Valter, foi apreendida. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). No boletim oficial da Polícia Militar, o caso foi registrado como legítima defesa e de outrem.

A Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev), ao qual a Sumese é vinculada, informou por meio da sua assessoria que Luiz Valter estava na sua residência quando teria sofrido um surto e saiu em direção da praia. A assessoria informou ainda que o agente perdeu a esposa há cerca de dez dias, mas não há relatos de comportamento anormal. Quanto à morte do agente, a secretaria disse que não poderia se posicionar oficialmente.

Nenhum comentário: